Tribuna Expresso

Perfil

Football Leaks

Defesas de Rui Pinto e Aníbal Pinto chegam em cima da hora marcada para o julgamento

Os advogados Francisco Teixeira da Mota, Luísa Teixeira da Mota e William Bourdon chegaram ao Campus de Justiça cinco minutos antes da hora marcada para o início do julgamento do autor de Football Leaks

Miguel Prado

Aníbal Pinto, à direita, na chegada ao julgamento em que é acusado de co-autoria, com Rui Pinto, de tentativa de extorsão à Doyen

NUNO BOTELHO

Partilhar

Os advogados Francisco Teixeira da Mota, Luísa Teixeira da Mota e William Bourdon, que defendem Rui Pinto, chegaram ao Campus de Justiça cinco minutos antes da hora marcada para o início do julgamento do autor de Football Leaks.

Nenhum dos advogados quis prestar declarações aos jornalistas antes do arranque da sessão.

Um minuto antes da defesa de Rui Pinto chegar ao tribunal foi a vez de Aníbal Pinto, acusado de co-autoria de tentativa de extorsão à Doyen, ter chegado ao local, acompanhado do seu advogado e também sem declarações à imprensa.

A equipa de defesa da Doyen foi a primeira a chegar ao tribunal, cerca das 8h45.

Rui Pinto será julgado por 90 crimes, incluindo um de tentativa de extorsão, num julgamento que tem sessões já marcadas até dezembro.

A defesa de Rui Pinto arrolou 45 testemunhas, incluindo Edward Snowden e Nélio Lucas, antigo presidente da Doyen.