Tribuna Expresso

Perfil

Football Leaks

Football Leaks: "Há um antes e um depois"

Pedro Bragança, comentador do Porto Canal, foi uma das testemunhas ouvidas esta quinta-feira no julgamento de Rui Pinto e defendeu os méritos das revelações do Football Leaks

Miguel Prado

PATRICIA DE MELO MOREIRA

Partilhar

"É possível dizer que há um antes e um depois do Football Leaks", assumiu esta quinta-feira o comentador televisivo Pedro Bragança, arrolado como testemunha pela defesa de Rui Pinto no julgamento do Football Leaks.

Pedro Bragança notou que "em vários pontos da Europa houve consequências muito diferentes em relação ao que estava em causa" e lembrou as condenações por delitos fiscais em Espanha e as sanções, na Holanda, ao Twente pelas suas relações com a Doyen.

No seu testemunho Pedro Bragança realçou que "o futebol é um fenómeno muito exposto à criminalidade económico-financeira, que sofre de problemas de transparência".

"O Football Leaks veio iluminar uma parte desconhecida e opaca do futebol. Os relatórios e contas dos clubes trazem alguns nomes, mas aquilo que se passou a saber pelo Football Leaks foi a participação de uma série de atores que eram até então desconhecidos", apontou a testemunha.

Pedro Bragança admitiu em tribunal já ter conhecido pessoalmente Rui Pinto, mas disse não comentar com ele o processo pelo qual está a ser julgado, acusado de 90 crimes.

O comentador do Porto Canal referiu ainda: "Rui Pinto desenvolveu uma capacidade considerável na análise de documentação, cruzamento de dados, o que é uma ferramenta importante quando falamos sobre negócios que envolvem uma multiplicidade de intervenientes".

"Acho que se percebe que o comum a todo o seu interesse tem a ver com a questão da transparência, de conferir luminosidade a algo que está sob a penumbra", notou.

Pedro Bragança indicou ainda que Rui Pinto nunca lhe disse como tinha tido acesso aos documentos do Football Leaks.