Tribuna Expresso

Perfil

Fórmula 1

Preparem os mariachi, que Hamilton vai a caminho

Kimi Räikkönen ganhou o GP dos EUA e a festa do título foi adiada, pelo menos, uma semana - a corrida do México disputa-se no próximo domingo. Verstappen e Hamilton completaram o pódio. Vettel foi quarto classificado

Tribuna Expresso e Lusa

Mark Thompson

Partilhar

Havia algumas contas a fazer para Lewis Hamilton (Mercedes) se sagrar campeão e todas elas se resumiam na combinação de resultados para o inglês ganhar oito pontos a Sebastien Vettel (Ferrari) para chegar ao título no GP dos EUA.

E, a dada altura, isto esteve para acontecer: na penúltima volta, Hamilton apertou com Max Verstappen (RedBull) e os dois dançaram na pista com vantagem para o holandês - o inglês alargou demasiado a trajetória, saiu de pista e perdeu o embalo e acabou a prova em 3.º; e na última volta, Vettel ultrapassou Bottas (Mercedes), subiu ao 4.º posto.

Bom, o triunfo na corrida coube ao veterano Kimi Räikkönen (Ferrari), a primeira vitória desde 2013 (113 GP's depois); o pódio ficou completo com Verstappen e Hamilton, que foi apupado quando recebeu o troféu. O finlandês somou o seu 21.º triunfo da carreira.

Contas feitas, a decisão do título fica adiada por uma semana, sendo provável que Hamilton sele o quinto título - igualando o mítico Fangio - no Grande Prémio do México. Faltam três provas para o final do Mundial, o britânico, campeão do mundo em 2008, 2014, 2015 e 2017, soma 346 pontos, mais 70 do que Vettel, que conquistou os títulos 2010, 2011, 2012 e 2013.