Tribuna Expresso

Perfil

Fórmula 1

Quando o 'Crocodile Dundee' chega à F1: “That's not a knife. That's a knife...”

Um jornalista lembrou que nenhum aussie ganha o GP da Austrália desde 1980 e, por isso, quis saber se Ricciardo vai mergulhar no Albert Park Lake se acabar em primeiro. Sebastian Vettel puxou pelo ex-colega: “Vê lá se não levas uma faca...”

Tribuna Expresso

WILLIAM WEST/GETTY IMAGES

Partilhar

Os motores já começam a uivar. Os pneus querem arder no asfalto que faz de destemidos homens semideuses. Um dos circos mais espetaculares do mundo do desporto, que transporta milhares de cavalos e pessoas de um lado para o outro, arranca no domingo em Melbourne, na Austrália. E é aqui que começa esta lengalenga.

Em 1986, o mundo não ficou apenas a babar por Diego Maradona. Na ressaca do Mundial na terra da tequila, Peter Faiman ofereceu ao mundo ‘Crocodile Dundee’.

– Tens isqueiro, amigo?
– Sim, claro, miúdo. Toma lá…
– E a tua carteira! [diz enquanto saca uma navalha]
– Mick, dá-lhe a tua carteira.
– Porquê?
– Ele tem uma faca.
– Aquilo não é uma faca. Isto é uma faca [ri-se e mostra uma senhora faca]

E os três rapazinhos lá fugiram cheios de medo de Dundee, enquanto Sue ficava ainda mais apaixonada.

Esta manhã, já na Austrália, cinco pilotos importantes da Fórmula 1 deram uma conferência de imprensa: Max Verstappen, Lewis Hamilton, Daniel Ricciardo, Sebastian Vettel e Robert Kubica.

“Uma pergunta para o senhor Crocodile Dundee”, investiu um jornalista. Os pilotos não seguraram os risos. “Em 1980, Alan Jones foi o último aussie a vencer na Austrália. Depois de quarenta anos, com a permissão de alguns dos outros rapazes, é altura de tentar ganhar. Esperamos ver um bom mergulho no Albert Park Lake. E tu?”

Ricciardo, sempre com aquela onda leve e sorriso aberto, não hesitou. “Um mergulho meu, não com o meu carro, certo?”, gargalhou. Sebastian Vettel, de quem foi colega na Red Bull, meteu-se ao barulho: “Vê lá se não levas uma faca”. E repetiu, tentando um sotaque mais aussie. “Essa foi boa”, concedeu Ricciardo.

Vettel lembra o ex-companheiro daquela cena de Mick e os três gandulos. “That’s not a knife. That’s a knife.” O germânico garantiu uma qualquer pole position logo ali.

Ricciardo ainda gozou um bocadinho com os estrangeiros que tentam fazer o sotaque australiano: “Abrem muito a boca”. Mas, enfim, “ele tentou". Vettel pediu-lhe que dissesse também. O alemão acabou por ficar desiludido, soava muito melhor quando era Mick, o Crocodile Dundee, a dizê-lo.

Nem um nem outro eram nascidos quando o filme saltou para os ecrãs de cinema. Vettel nasceu em 87 e Ricciardo em 89.