Tribuna Expresso

Perfil

Fórmula 1

1-2/1-2/1-2/1-2 foi a conta que a Mercedes fez

Valtteri Bottas venceu o GP Azerbaijão, Lewis Hamilton foi 2.º e a Mercedes conseguiu a 4.ª dobradinha em tantas outras corridas no Mundial de Fórmula 1 de 2019. O finlandês está de regresso à liderança do campeonato do Mundo

Tribuna Expresso e Lusa

SRDJAN SUKI/Getty

Partilhar

O finlandês Valtteri Bottas (Mercedes) regressou este domingo ao comando do campeonato do Mundo de Fórmula 1, ao vencer o Grande Prémio do Azerbaijão, em Baku, à frente do britânico Lewis Hamilton (Mercedes). É a quarta vez nas quatro corridas que já se disputaram do Mundial que os homens da Mercedes fazem 1-2. O que é, desde já, uma marca histórica: nunca na história uma equipa havia arrancado uma temporada com quatro dobradinhas.

É também uma espécie de vingança de Bottas, que há um ano, em Baku, liderava a duas voltas do fim quando sofreu um furo que lhe roubou a vitória. Em 2019, tudo correu bem, graças não só à estratégia da Mercedes como a mais um fim de semana falhado da Ferrari, que ainda assim colocou Sebastian Vettel no terceiro posto e Charles Leclerc em 5.º. O monegasco ainda andou pela frente, ao marcar um ritmo forte na 1.ª parte da corrida, mas os pneus acabaram o trair o jovem piloto, que faz o seu ano de estreia na Ferrari e ainda assim conseguiu a volta mais rápida, garantindo assim mais um ponto para o Mundial.

Bottas, que partira da ‘pole position’, completou as 51 voltas em 1:31.52,942 horas e deixou Hamilton no segundo lugar, a 1,524 segundos, conseguindo a segunda vitória da temporada, depois de ganhar a prova de abertura, na Austrália.

Sebastian Vettel ficou a 11,739 segundos do vencedor e subiu ao terceiro posto do Mundial, por troca com o holandês Max Verstappen (Red Bull), quarto classificado este domingo.

Com estes resultados, Bottas regressa ao comando do campeonato, com 87 pontos, mais um do que Lewis Hamilton.