Tribuna Expresso

Perfil

Fórmula 1

Preparem-se para uma temporada de F1 atípica: "Os pilotos vão estar enferrujados, vai haver incidentes"

Christian Horner, diretor da Red Bull, prevê um início de temporada de 2020 com muito caos nas pistas, já que "os pilotos nunca estiveram tanto tempo sem se sentarem num carro de competição"

Tribuna Expresso

Charles Coates/Getty

Partilhar

Tem sido desde a sua casa no campo inglês que Christian Horner tem gerido a grande estrutura da Red Bull e é desde casa, através de uma entrevista ao jornal "The Guardian", que deixa o aviso: em julho, se a Fórmula 1 voltar, poderá haver caos nas pistas.

"Os pilotos nunca estiveram tanto tempo sem se sentarem num carro de competição, qualquer um deles", diz o diretor da equipa que tem em Max Verstappen e Alexander Albon dois homens para tentar o ataque ao título. "Por um lado pode ser bom. Mas vão estar enferrujados e vai haver incidentes", alerta o britânico de 46 anos.

Horner diz que tem tentado manter o espírito de equipa através de videoconferências: "Estamos a fazer todo o tipo de coisas para nos mantermos em contacto, de aulas de fitness online a quizzes". Para o team principal da Red Bull, têm também sido tempos desafiantes. "Acho que nunca tinha estado tanto tempo sem meter os pés num circuito desde os meus 12 anos. E seguramente nunca tinha estado tanto tempo no mesmo sítio desde que acabei a escola", revelou ao diário britânico.

E tem, por isso, aproveitado para ser um pai mais presente. "Os miúdos estão a adorar. A parte boa é que posso vê-los, dar-lhes banho, contar-lhes histórias, mais do que numa semana normal. Posso sair do escritório, ler-lhes uma história e voltar ao trabalho 20 minutos depois".

A temporada de 2020 da Fórmula 1, já severamente afetada pela pandemia da covid-19, deverá arrancar no GP Áustria, em Spielberg, casa da Red Bull, a 5 de julho.