Tribuna Expresso

Perfil

Fórmula 1

Mercedes troca o prateado pelo negro em 2020 para lutar contra o racismo

Equipa seis vezes campeã da Fórmula 1 compromete-se ainda a promover a diversidade entre os trabalhadores. Apenas 3% dos empregados da Mercedes F1 identifica-se como sendo de uma minoria étnica

Tribuna Expresso

Partilhar

A Fórmula 1 está de volta no próximo fim de semana na Áustria e no Red Bull Ring a Mercedes não se apresentará com o típico carro prateado, campeão do Mundo nas últimas seis temporada. Esta segunda-feira, a equipa anunciou que durante a época de 2020 vai correr de negro, como apoio ao movimento Black Lives Matter, comprometendo-se ainda a promover a diversidade entre os trabalhadores.

“Nas últimas semanas ouvimos as perspectivas dos membros da nossa equipa, aprendemos e refletimos sobre o que ela é hoje e aquilo que queremos que seja no futuro”, pode ler-se no site oficial da Mercedes F1. “Na nossa organização, apenas 3% da nossa força de trabalho identifica-se como pertencente a uma minoria étnica e apenas 12% dos trabalhadores são mulheres. Esta falta de diversidade mostra que temos de encontrar novas formas de atrair talento de outras áreas da sociedade às quais neste momento não chegamos”.

A Mercedes sublinha que a escolha do negro em vez do tradicional prateado, que valeu até a alcunha de “Flechas de Prata” ao carro do construtor alemão, é “uma afirmação clara” de que a equipa está “contra o racismo e todas as formas de discriminação”. A equipa faz ainda o compromisso de antes do final da temporada anunciar um programa de “Diversidade e Inclusão”, que irá incidir, por exemplo, na política de recrutamento e em iniciativas que permitam que minorias possam “aspirar a chegar à Fórmula 1”.

“É importante estarmos a aproveitar este momento e usá-lo para nos educarmos seja como indivíduos, marca ou companhia, para chegarmos a mudanças reais e significativas no que diz respeito à igualdade e inclusão”, disse Lewis Hamilton, seis vezes campeão mundial e o primeiro negro a chegar à Fórmula 1.

A temporada de 2020, severamente encurtada devido à pandemia da covid-19, vai arrancar no próximo fim de semana com o GP Áustria. O Red Bull Ring de Spielberg será também palco da segunda prova do ano, logo na semana seguinte.