Tribuna Expresso

Perfil

Fórmula 1

E vão 90 pole positions para Lewis Hamilton

A Mercedes continua a exibir a superioridade dos seus monolugares na Fórmula 1 e, no domingo, vai partir das duas primeiras posições da grelha do Grande Prémio da Hungria, no circuito de Hungaroring. Lewis Hamilton partirá da pole position, seguido de Valtteri Bottas. Na segunda fila estarão os pilotos da Racint Point, que ficaram à frente dos Ferrari. Destaque também para a 12.ª posição garantida por George Russell, da Williams

Lusa

Clive Mason - Formula 1

Partilhar

O piloto britânico Lewis Hamilton (Mercedes) vai sair no domingo da pole position para o Grande Prémio da Hungria, terceira prova do Mundial de Fórmula 1, elevando para 90 o seu próprio recorde.

Campeão do mundo por seis vezes, Hamilton cumpriu os 4.381 metros do circuito de Hungaroring em 1.13,446 segundos, batendo o recorde da pista na terceira etapa do mundial 2020, afetado, como todo o desporto, pela pandemia da covid-19.

O britânico, que ganhou a segunda prova da época, na Áustria, fez menos 107 milésimos de segundo do que o seu companheiro de equipa, o finlandês Valtteri Bottas, que lidera o mundial.

Esta é a sétima vez que Hamilton, 35 anos, sai na frente em Hungaroring, elevando para 90 o recorde ‘pole positions’: o alemão Michael Schumacher é o segundo, a distantes 22, com 68 no total, mais três do que o malogrado brasileiro Ayrton Senna, com 65.

A Racing Point, com motor Mercedes, ficou com a segunda fila da grelha de partida, com o canadiano Lance Stroll e o mexicano Sergio Pérez.

A Ferrari contentou-se com os quinto e sexto lugares, ocupados pelo alemão Sebastian Vettel, tetracampeão do mundo, e o monegasco Charles Leclerc.

O britânico Lando Norris (McLaren/Renault) conseguiu somente o oitavo lugar, logo a seguir ao holandês Max Verstappen (Red Bull Racing Honda).

Pela primeira vez em dois anos, os dois Williams – o inglês George Russell (12.º) e o estreante canadiano Nicholas Latifi (15.º) – classificaram-se para a Q2.

Novamente sem público e sob rígidas medidas de segurança sanitárias, a terceira prova do mundial vai disputar-se em 70 voltas ao circuito, perfazendo um total de 306,6 quilómetros, a partir das 13:10 de domingo.

Bottas lidera o mundial com 43 pontos, mais seis do que o seu companheiro Hamilton (37), enquanto Norris (26), Leclerc (18) e Perez (16) completam o top 5.

  • O fim de semana quase perfeito de Lewis Hamilton no descalabro da Ferrari

    Fórmula 1

    Corrida sem erros do britânico da Mercedes, que conseguiu no GP Estíria a sua 85.ª vitória na carreira. Há 14 temporadas consecutivas que Hamilton vence pelo menos uma corrida. Bottas (Mercedes) foi 2.º e manteve a liderança do Mundial e Verstappen (Red Bull) 3.º. Os Ferrari engalfinharam-se na 1.ª volta e a corrida acabou ali para a equipa italiana