Tribuna Expresso

Perfil

Fórmula 1

O mercado da F1 a mexer: Vettel assina pela Racing Point e Peréz sai "magoado"

O piloto da Ferrari vai estar a partir da próxima temporada na Racing Point, equipa de onde Sergio Pérez vai sair, apesar de ainda ter contrato

Tribuna Expresso e lusa

DIEGO AZUBEL/Lusa

Partilhar

O piloto mexicano Sergio Pérez vai deixar a escuderia Racing Point no final da presente temporada de Fórmula 1, deixando, assim, uma vaga aberta para a entrada do alemão Sebastian Vettel.

O anúncio foi feito hoje pelo próprio piloto mexicano.

"Tudo tem um princípio e um fim e, após sete anos juntos, o meu tempo na equipa chega ao fim no final da temporada", disse Pérez, que ainda tinha mais um ano de contrato.

Sergio Pérez admite que a partida "magoa um pouco" pois diz ter apostado "na equipa em tempos muito difíceis".

"Ultrapassámos obstáculos e tenho orgulho em dizer que salvei os empregos de vários dos meus companheiros", sublinhou o mexicano, que tem injetado dinheiro na escuderia através do patrocínio do milionário mexicano Carlos Slim.

Pérez diz que não tem "um plano B", mas que vai "tentar procurar um projeto" que o motive "a cem por cento".

Ahmed Jadallah

A Haas e a Alfa Romeo são as duas equipas da grelha que ainda não confirmaram nenhum dos dois pilotos para o próximo ano.

Sergio Pérez tem 30 anos e entrou na Fórmula 1 em 2011, para a extinta Sauber.

Em 2013 representou a McLaren, tendo passado, no ano seguinte, para a Force India, que em 2018 foi convertida em Racing Point.

Soma seis pódios, todos no terceiro lugar, e tem como melhor resultado no Mundial o sétimo lugar de 2016 e 2017.

Este ano ocupa a 11.ª posição, com 34 pontos após oito corridas disputadas, tendo já falhado duas provas por ter sido infetado com covid-19.

A felicidade de Vettel

O piloto germânico da Ferrari irá assim passar para a Racing Point, equipa que passará a denominar-se Aston Martin. "Estou muito satisfeito por finalmente partilhar esta notícia sobre o meu futuro disse Vettel.

"Estou muito orgulhoso por dizer que vou ser piloto da Aston Martin em 2021. É uma nova aventura para mim com uma companhia de carros lendária", acrescentou.

Vettel já estava em conversações com a equipa de Lawrence Stroll há meses, depois de ter sido afastado da Ferrari, que vai apostar em Carlos Sainz no próximo ano. Recorde-se que Lance Stroll é o outro piloto da atual Racing Point, futura Aston Martin.