Tribuna Expresso

Perfil

Fórmula 1

Vitória para Hamilton e Mercedes conquista (outra vez) Mundial de construtores

Lewis Hamilton venceu o Grande Prémio de Emilia-Romagna, em Ímola, e a Mercedes assegurou o troféu do Mundial de construtores pelo sétimo ano consecutivo

Tribuna Expresso

Pool

Partilhar

Depois do recorde de Hamilton, em Portimão, na semana passada (quer dizer, continuar a marcar novos recordes, já que agora chegou à 93ª vitória), desta vez foi a Mercedes a bater recordes: é campeã mundial de construtores pelo sétimo ano consecutivo, algo inédito na Fórmula 1.

A conquista coletiva surge como consequência da prestação de ambos os Mercedes em Ímola: Lewis Hamilton venceu o Grande Prémio de Emilia-Romagna, à frente do colega finlandês Valtteri Bottas, que tinha começado na liderança e ficou a 5,783 segundos.

Esta dupla conquista garantiu também que o campeão mundial de pilotos será da Mercedes, uma vez que Max Verstappen, da Red Bull, abandonou a corrida perto do final, na 51.ª das 63 voltas, cedendo o pódio a Daniel Ricciardo, da Renault, que ficou a 14,320 segundos da liderança.

"As pessoas podem ver isto e achar que estamos habituados, mas sentimo-nos sempre como se fosse a primeira vez com esta equipa", disse Hamilton no final da corrida. "Estarei eternamente agradecido por ser parte disto. Temos um grande líder", elogiou, referindo-se a Toto Wolff, diretor da Mercedes.

"Voltar ano após ano não é fácil, ter resultados semana após semana. Campeões sete vezes consecutivas: é algo que irei contar aos meus netos", gracejou.

Com estes resultados, Hamilton alargou a vantagem no Campeonato do Mundo, quando faltam quatro corridas para o final.

Classificação final

1 Hamilton
2 Bottas
3 Ricciardo
4 Kvyat
5 Leclerc
6 Perez
7 Norris
8 Sainz
9 Raikkonen
10 Giovinazzi
11 Latifi
12 Vettel
13 Stroll
14 Grosjean
15 Albon
Desistiram: Russell, Verstappen, Magnussen, Ocon, Gasly