Tribuna Expresso

Perfil

Fórmula 1

Lewis Hamilton isolado devido à covid-19: "Os primeiros dias são sempre críticos, mas ele está bem"

Toto Wolff, team principal da Mercedes, diz que Hamilton, que testou positivo à covid-19 na segunda-feira, tem sintomas da doença e que estes são "relativamente ligeiros". A presença no GP Abu Dhabi ainda é uma incógnita

Lusa

Dan Istitene - Formula 1

Partilhar

O piloto britânico de Fórmula 1 Lewis Hamilton, da Mercedes, que teve um teste positivo para o novo coronavírus, que provoca a covid-19, apresenta "sintomas relativamente ligeiros", disse Toto Wolff, responsável pela escuderia.

"Lewis está convalescente. Os primeiros dias são sempre críticos, mas ele está bem. Tem sintomas, mas estes são relativamente ligeiros", disse Wolff em conferência de imprensa, à margem do Grande Prémio de Sakhir, no Bahrein, com Hamilton em isolamento por um período de dez dias.

Wolff disse ainda que "é pouco provável" que o piloto siga a corrida à distância, porque "quando se está acamado e não nos sentimos bem, isso não é prioridade".

Questionado sobre as possibilidades de o regresso de Hamilton acontecer já na próxima semana, no Grande Prémio de Abu Dhabi, deixou todas as possibilidades em aberto. "Já se viu pessoas ficarem negativas em dez dias, mas também já se viu desportistas continuarem positivos por mais tempo, mesmo sem sintomas", explicou.

A doença de Hamilton acaba por ser um contratempo na renegociação do sêxtuplo campeão do mundo com a Mercedes, admitiu Wolff. "Isso foi adiado, pelo tempo necessário, para que se restabeleça".

Para o lugar de Hamilton no Grande Prémio do Bahrein avança George Russell, que fez esta sexta-feira o melhor tempo na primeira sessão dos treinos livres do traçado exterior do circuito de Sakhir, pela primeira vez usado para a modalidade.