Tribuna Expresso

Perfil

Fórmula 1

Sprint races: as corridas de 100km, 25-30 minutos e ao sábado com que a Fórmula 1 vai substituir a qualificação

A Fórmula 1, as 10 equipas que a compõem e a Federação Internacional de Automobilismo concordara, esta segunda-feira, em realizar sprint races, um formato de corridas mais curtas, em três Grandes Prémios desta temporada, sendo que o primeiro será o de Inglaterra (16 a 18 de julho)

Tribuna Expresso com Lusa

Clive Mason - Formula 1

Partilhar

A Fórmula 1 aprovou, esta segunda-feira, a entrada em vigor ainda na temporada de 2021 de uma sprint race de qualificação, que irá decorrer em três Grandes Prémios, a começar no de Inglaterra. A reunião, que juntou a Federação Internacional do Automóvel, a Fórmula 1 e as 10 equipas, aprovou o novo formato por unanimidade.

A sprint race vai decorrer aos sábados e substituirá a sessão de qualificação que, por norma, decorre nesses dias. Mas não será eliminada - passará a decorrer à sexta-feira, nos mesmos moldes (uma hora dividida em três segmentos) e a "uma hora mais tardia para facilitar que os fãs que estejam a trabalhar consigam assistir".

Estas sprint races terão a extensão de 100 quilómetros e a Fórmula 1 explica que vão uma durar entre os 25 e os 30 minutos. A ideia, acrescenta, é os pilotos não terem "a necessidade de fazer uma paragem nas boxes". Outra mudança é o fim da obrigação de as equipas começarem a corrida, no domingo, com o mesmo tipo de pneus que tinham utilizado no sábado, durante a Q2 (segundo segmento de qualificação).

Os treinos livres continuarão a acontecer, embora mais curtos - apenas duas sessões de uma hora cada, a realizar à sexta-feira.

A classificação final da sprint race definirá a ordem de partida para a corrida principal, que se mantém aos domingos. Haverá, ainda, três pontos para o primeiro, dois para o segundo e um para o terceiro classificado.

Nos fins de semana em que decorram estas corridas mais curtas, haverá uma sessão de treinos livres nas manhãs de sexta-feira e sábado e uma sessão de qualificação, de 60 minutos, na sexta-feira, que ditará a grelha de partida para a sprint race.

"Estamos entusiasmados com esta nova oportunidade, que vai trazer aos nossos fãs ainda mais contacto com a modalidade em 2021", disse o presidente da Fórmula 1, o italiano Stefano Domenicali.

Este formato deverá ser introduzido a partir do GP de Inglaterra, de 16 a 18 de julho. O seguintes serão o GP de Itália (10-12 de setembro) e o do Brasil (5-7 de novembro). A medida tem, ainda, de ser aprovada pelo Conselho Mundial da FIA, no que deve ser apenas uma formalidade.