Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Fórmula 1

Hamilton ou Verstappen? Nico Rosberg aposta no antigo rival: “Acho que o Lewis, com a sua experiência, vai conseguir”

Nico Rosberg é um dos rostos da Extreme E, a competição automóvel que alerta para os perigos que ameaçam o planeta, e por isso marcou presença na Cimeira do Clima, em Glasgow, onde acabou por revelar as suas previsões para o final do campeonato de Fórmula 1

Rita Meireles

Mark Thompson/Getty

Partilhar

É quase impossível falar de rivalidades sem pelo menos uma referência desportiva. Veja-se o exemplo de Portugal e Espanha. Entre descobrimentos, tratados, invasões ou alianças, os temas a abordar são mais que muitos. Mas quem não se lembra daquele jogo no Euro 2004? Ou aquele golo de Cristiano Ronaldo no Mundial de 2018?

Ainda assim, na escala de rivalidade há umas que pesam mais do que outras. A de Lewis Hamilton e Nico Rosberg foi uma das que fez o prato da balança bater lá em baixo.

O que começou como uma grande amizade, transformou-se num conflito desde o momento em que os dois pilotos se tornaram colegas de equipa na Mercedes. E se até 2016 isso já era evidente, nesse ano a rivalidade atingiu um novo nível.

Hamilton e Rosberg estavam os dois na luta pelo campeonato e foi uma diferença de apenas cinco pontos que deu o título a Rosberg. Decidido a sair pela porta grande, o então campeão decidiu terminar a sua carreira na Fórmula 1, terminando também a rivalidade com Hamilton.

A prova disso é que, hoje em dia, é no sete vezes campeão do mundo que Rosberg aposta.

“Têm os dois melhores das suas gerações frente a frente e Verstappen está realmente numa forma inacreditável neste momento. Mas, de alguma forma, acho que o Lewis, com a sua experiência, vai conseguir [vencer o título] no final”, afirmou o piloto alemão à Sky News.

A cinco corridas do final, é Max Verstappen quem está na liderança do campeonato, com 287.5 pontos, mas Hamilton segue na segunda posição, com 275.5 pontos, nesta que é uma das temporadas mais renhidas dos últimos anos.

David Davies - PA Images

Para Rosberg, mesmo com a vantagem atual, é “Verstappen quem está mais sob pressão, uma vez que é a primeira vez que está nesta situação”. Além disso, pensando nas mudanças que serão aplicadas na próxima época, esta pode ser a melhor oportunidade destas equipas, antes de enfrentarem o desconhecido.

“É o seu sonho que está em jogo, ser campeão mundial de Fórmula 1. Não sabe se alguma vez terá outra oportunidade, com o regulamento a mudar no próximo ano não se sabe se a Red Bull ainda vai ter um carro rápido”, explicou Rosberg, realçando que até agora tem sido incrível a forma como o piloto tem lidado com a situação.

Mas nesta batalha que considera “extrema”, é Lewis Hamilton quem está a jogar em casa.

"O Lewis já fez isto antes, já ganhou sete títulos, já esteve numa luta pelo título no final da época umas nove ou 10 vezes", afirmou Rosberg.

Se Hamilton vai conseguir ou não dar a volta ao resultado, ainda não sabemos. Por enquanto a batalha continua no México, onde o favoritismo de Sergio Pérez cria uma atmosfera favorável à Red Bull, mas não determina o vencedor da corrida.