Tribuna Expresso

Perfil

Futebol feminino

Covid-19. Em plena crise, vai voltar a haver futebol na Suécia

Quatro equipas de futebol feminino de Estocolmo, Djurgarden, AIK, Hammarby e Brommapojkarna, vão jogar um torneio de preparação para a nova temporada, cujo início foi adiado para junho. Jogos serão à porta fechada

Lídia Paralta Gomes

JONATHAN NACKSTRAND/Getty

Partilhar

Com uma atitude inicial relaxada quanto às regras do confinamento, a Suécia tem, de acordo com os últimos dados oficiais, quase 10 mil casos de covid-19 e 870 mortos, uma taxa de letalidade bem mais alta do que a portuguesa, por exemplo, e números que se destacam pela negativa entre os países nórdicos.

No entanto, isso não será impedimento para que o futebol volte ao país já a partir da próxima semana, com um torneio de preparação para a próxima temporada da liga feminina do país e que vai juntar quatro equipas de Estocolmo: o Djurgarden, da primeira divisão do país, e o AIK, Hammarby e Brommapojkarna, do segundo escalão.

O Stockholm Challenge, assim se chama o torneio, será jogado entre 18 de abril e 24 de maio, numa espécie de liguilha em que as equipas se defrontam em jogos de ida e volta. Será jogado à porta fechada e todos os jogos terão transmissão on-line. Inicialmente, o Eskilstuna United e o IK Uppsala também estavam entre as equipas participantes, mas as restrições de viagens que entretanto foram adotadas na Suécia obrigaram a organização a contar só com equipas da capital.

O início da liga profissional de futebol feminino da Suécia estava marcado para o último fim de semana, mas face à pandemia do novo coronavírus foi adiado e só deverá arrancar, na melhor das hipóteses, em meados de junho.