Tribuna Expresso

Perfil

Futebol feminino

Yuki Nagasato foi campeã mundial pelo Japão em 2011. Agora vai jogar numa equipa de futebol masculina, ao lado do irmão

Jogadora de 33 anos, também medalha de prata em Londres 2012, vai quebrar barreiras e jogar no Hayabusa Eleven, equipa amadora da liga da prefeitura de Kanagawa

Tribuna Expresso

Daniel Bartel/ISI Photos/Getty

Partilhar

Parte da fantástica geração japonesa que conquistou o título mundial feminino em 2011 e depois de vários anos a jogar na Europa e Estados Unidos, Yuki Nagasato está de regresso ao seu país. Isto não seria, per se, notícia. Mas Nagasato, de 33 anos, não vai voltar ao Japão para jogar na liga feminina mas sim com uma equipa masculina, os Hayabusa Eleven, uma equipa amadora que faz parte da liga da prefeitura de Kanagawa, de onde é, aliás, natural.

Mesmo que se trate de uma equipa de uma divisão inferior, a chegada de Nagasato ao futebol masculino é um momento histórico, já que vai tornar o Hayabusa Eleven numa equipa mista, algo inédito no Japão.

A jogadora, vencedora da Liga dos Campeões feminina em 2010 com o Turbine Potsdam e medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012, chega por empréstimo da equipa norte-americana das Chicago Red Stars até ao final do ano e já foi apresentada na nova equipa.

Curiosamente, a jogadora vai atual ao lado do irmão, Genki Nagasato, também ele jogador do Hayabusa Eleven.

Nagasato não é, no entanto, caso único. Já este verão, Ellen Fokkema, holandesa de 19 anos, foi notícia depois de ser autorizada a jogar pela equipa principal do VV Foarut, da 4.ª divisão do país, parte de uma projeto experimental de um ano da federação holandesa. Antes disso, a KNVB não permitia que as mulheres com 18 anos ou mais jogassem em equipas masculinas.