Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

O que é que o Dinamo Brest, da Bielorrússia, tem de diferente? Tem Diego Armando Maradona como presidente

O argentino que muito boa gente considera ter sido o melhor futebolista de sempre vai ser presidente de um clube bielorrusso. Diego Maradona será o responsável por todo o futebol do Dinamo Brest, segundo anunciou o antigo jogador argentino na sua conta no Instagram

Lusa

Matthias Hangst

Partilhar

"Assinei o contrato e sou o presidente do clube Dinamo Brest. Obrigado pela confiança e por pensarem em mim. Outro feito juntos @matiasmorlaok", escreveu Maradona.

Instagram

Numa mensagem no Twitter, o seu advogado e agente, Matías Morla, manifestou-se "feliz por ter acordado com o Dinamo Brest a nomeação de Diego Maradona como presidente do clube e responsável por todo o futebol, um novo desafio que Diego enfrentará como fez sempre na sua vida".

A publicação é ilustrada por uma foto de Maradona a assinar um contrato, com uma bandeira da Bielorrússia atrás de si.

O antigo internacional argentino, campeão do mundo em 1986, deverá assumir funções depois do Mundial de 2018, na Rússia, onde vai trabalhar como comentador televisivo.

Em abril, Maradona deixou de ser treinador do Al-Fujairah, da segunda divisão dos Emirados Árabes Unidos, depois de ter falhado o objetivo de levar a equipa ao primeiro escalão.

Como treinador, Maradona orientou o Deportivo Mandiyú (1994) e o Racing Club (1995), ambos na Argentina, o Al-Wasl (2011-2012), dos Emirados Árabes Unidos, e a seleção da Argentina (2008-2010), da qual saiu depois da eliminação nos quartos de final do Mundial de 2010, perante a Alemanha.

O Dinamo Brest, clube fundado em 1960, então sob a designação Spartak Brest, foi quarto classificado do campeonato bielorrusso na época passada e disputou a segunda pré-eliminatória da Liga Europa, mas foi eliminado.