Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Glenn Hoddle, antigo selecionador inglês, desmaiou e foi hospitalizado por estar "seriamente doente"

O ex-selecionador da Inglaterra, que esteve presente no Mundial de 1998, e antigo jogador do Tottenham, Chelsea ou AS Monaco, desmaiou nos estúdios da "BT Sports", este sábado, e foi transportado para um hospital

Diogo Pombo

Bob Thomas

Partilhar

Estava a celebrar o seu 61º aniversário e deslocou-se aos estúdios da "BT Sports", um canal de televisão, para gravar um episódio de um programa de debate futebolístico. Após as gravações, Glenn Hoddle desmaiou e foi transportado para um hospital.

A informação foi avançada por Jake Humphrey, apresentador do mesmo canal, através do Twitter, ao escrever: "O nosso amigo e colega Glenn Hoddle estava seriamente doente nos nossos estúdios, esta manhã (...) Estamos todos contigo, Glenn."

Mais tarde, ao vivo e antes do arranque do Leicester-West Ham, para a Premier League inglesa, Humphrey explicou que Hoddle "está no hospital a receber o melhor tratamento possível", acrescentando que "qualquer que seja a opinião sobre ele, Glenn Hoddle é um dos melhores futebolistas que a Inglaterra já produziu".

Richard Heathcote

Como jogador, Glenn Hoddle esteve no Tottenham durante 12 temporadas, trocando o clube de Londres pelo AS Monaco para, mais tarde, regressar a Inglaterra para representar o Swindon Town e o Chelsea, onde fechou a carreira.

Médio com técnica de sobra, foi um dos melhores da sua geração e um dos futebolistas mais talentosos saídos de Inglaterra. Somou 53 jogos e oito golos pela seleção. Esteve no Mundial de 1986, sempre como titular na caminhada (jogou contra Portugal) dos ingleses até aos quartos-de-final, onde encontraram Diego Maradona e a sua mão.

Quando virou treinador, Glenn Hoddle passou pelo Swindon, o Chelsea, Tottenham e Wolverhampton. Entre essas aventuras passou três anos à frente da seleção de Inglaterra, que levou ao Mundial de 1998 - onde a coincidência o fez ser eliminado, de novo, pela Argentina, nos quartos-de-final.