Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Presidente do Leicester faleceu no acidente com um helicóptero junto ao estádio do clube

Comunicado do Leicester City confirma que o presidente do clube era um dos cinco ocupantes do helicóptero que se despenhou neste sábado junto ao King Power Stadium

BEN STANSALL/Getty

Partilhar

Um comunicado ofical do Leicester confirmou neste domingo a morte do dono do clube, o investidor tailandês Vichai Srivaddhanaprabha, que se encontrava no interior do helicóptero que se despenhou no sábado à noite junto ao estáfdio King Power.

Além do presidente do clube, o aparelho, que caiu poucos momentos após ter descolado do relvado do estádio do Leicester, transportava quatro outras pessoas, que também faleceram. De acordo com a Reuters seriam dois membros do seu gabinete, Nursara Suknamai e Kaveporn Punpare, além de Eric Swaffer, piloto do helicóptero, e Izabela Roza Lechowicz, co-piloto do aparelho.

No comunicado, o clube refere que o mundo perdeu "um grande homem", um "homem de bondade e de generosidade e um homem cuja vida foi definida pelo amor que dedicou à sua família e àqueles que liderou com sucesso". A nota acrescenta que, sob a liderança de Vichai Srivaddhanaprabha, o Leicester City "era uma família".

O acidente aconteceu ontem cerca de uma hora depois de ter terminado um jogo que opôs o Leicester ao West Ham e que acabou com um empate a uma bola. O helicóptero com cinco ocupantes descolou do relvado, mas acabaou por cair em espiral, aparentemente por causa de uma falha no rotor da cauda, despenhando-se num parque de estacionamento próximo do King Power Stadium, após o que ficou envolto em chamas que demoraram vinte minutos a ser extinguidas.

Um operador de câmara que se encontrava no local e que testemunhou a tragédia afirmou que o piloto agiu como um herói ao manobrar o aparelho com o objetivo de o afastar de zonas em que havia gente e dirigi-lo para uma área vazia, evitando uma tragédia de maiores proporções.