Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

De Sérgio Oliveira a Maradona, as reações ao falecimento de Sala: “Que grande homem foste”, “luz de esperança”, “dor profunda”

Agora que está confirmado óbito do jogador argentino, multiplicam-se as manifestações de apoio à família de Emiliano

Lusa

Alexandre Dimou/Getty

Partilhar

A família de Emiliano Sala pode "começar o luto" pela morte do futebolista argentino, cujo corpo foi encontrado nos destroços do avião em que seguia, num dia em que o mundo do futebol se despediu do avançado.

"Queremos agradecer todos os sinais de afeto e apoio naquele que é o momento mais doloroso das nossas vidas. Ver o mundo a mobilizar-se para nos acompanhar durante as buscas tem sido uma ajuda incalculável, e é graças a todos que podemos começar o luto do nosso filho e irmão", pode ler-se na declaração da família.

O corpo resgatado na quarta-feira do avião que caiu em 21 de janeiro no Canal da Mancha foi identificado como sendo do avançado de 28 anos, que seguia de Nantes para Cardiff, onde o atleta era esperado para treinar no novo clube.

A confirmação despoletou uma série de reações do mundo do futebol, sendo que a Liga francesa instituiu uma ovação de um minuto para os jogos deste fim de semana, com o Nantes a retirar a camisola '9', que o argentino utilizava no clube.

Miguel Cardoso, atual técnico do Celta de Vigo e antigo treinador dos franceses, lembrou o argentino, assim como a Associação de Futebol Argentino, que manifestou "profunda dor", ou o 'astro' Diego Armando Maradona, que disse ter guardado "uma luz de esperança" pelo avançado.

Na Argentina, o presidente Mauricio Macri, que mencionou uma "notícia dolorosa" e o "momento duro" da família, e vários clubes prestaram-lhe homenagem, sendo que o San Martín de Progreso, onde fez a formação, pretende renomear o campo para Estádio Emiliano Sala.

Em Portugal, o argentino Marcos Acuña, do Sporting, lembrou o jogador pela rede social Twitter, assim como o FC Porto e o Benfica, que enviaram "condolências" à família.

"A Liga Portugal lamenta profundamente o falecimento de Emiliano Sala. Enviamos, a toda a família, as mais sentidas condolências", pode ler-se na conta do Twitter da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP).

Também o jogador do PAOK Sérgio Oliveira, que jogou com Sala no Nantes, lembrou o "grande jogador" mas também a "grande humildade e generosidade".

"Que grande homem foste. Um abraço grande, até sempre", escreveu no Instagram.

O avião desapareceu dos radares em 21 de janeiro, pelas 20:00, com o futebolista e o piloto David Ibbotson, de 59 anos, a bordo, seguindo-se uma busca de vários dias até que esta semana foram localizados os destroços da aeronave, por uma equipa de busca privada comandada pela família Sala.

O avião foi encontrado no Canal da Mancha a cerca de 20 quilómetros a norte de Guernsey, perto da zona da sua última transmissão.

Sala, que havia assinado por três anos e meio, foi a maior transferência já feita pelo clube galês, que atualmente luta para se manter na 'Premier League', a divisão maior em Inglaterra.

O argentino iniciou a carreira nos portugueses do FC Crato e representou também o Bordéus, o Orleáns, o Chamois Niortais e o Caen. O atleta tinha sido treinado por Sérgio Conceição, atual técnico do FC Porto, no Nantes, no qual foi companheiro de Sérgio Oliveira, na altura emprestado pelos 'dragões'.