Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Acuña nos convocados da Argentina - e, já agora, Messi está de volta

O defesa/médio do Sporting está entre os nomes chamados por Scaloni

Lusa

Gabriel Rossi

Partilhar

O avançado Lionel Messi regressou esta quinta-feira aos convocados da seleção argentina de futebol, que não representava desde o Mundial 2018, para os particulares com Venezuela e Marrocos, numa convocatória da qual faz parte o sportinguista Marcos Acuña.

O jogador do FC Barcelona tinha pedido dispensa dos jogos da Argentina após a eliminação frente à França (derrota por 4-3, em 30 de junho de 2018), nos oitavos de final do Campeonato do Mundo, realizado na Rússia.

Desde então, Messi falhou os seis particulares que a seleção sul-americana disputou, com Guatemala, Colômbia, Iraque, Brasil e dois jogos com o México, já sob o comando de Lionel Scaloni, que substituiu Jorge Sampaoli no comando técnico, após o Mundial 2018.

"A equipa técnica tinha decidido que o Leo [Messi] não seria convocado para os primeiros jogos. Agora, está de volta e será bem-vindo. Ele está convocado, depois veremos se joga um jogo ou dois. Serei eu a tomar essa decisão", disse Scaloni, em conferência de imprensa.

O 'astro' argentino, que contabiliza 128 partidas e 65 golos ao serviço da seleção, é um dos 31 jogadores eleitos para os encontros com a Venezuela e Marrocos, numa lista da qual volta a fazer parte o jogador do Sporting Marcos Acuña.

Com vista à participação na Copa América deste ano, que se vai disputar no Brasil, o conjunto argentino vai defrontar a Venezuela, em 22 de março, em Madrid, e Marrocos, quatro dias depois, em Tânger.