Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

E, pronto, já está: Wolves compra Jiménez ao Benfica por 38 milhões de euros

O clube mais português da Premier League anunciou que vai exercer o direito de compra sobre o mexicano. Jiménez torna-se, assim, o jogador mais caro da história do Wolverhampton

Lusa

Shaun Brooks

Partilhar

O Wolverhampton, treinado pelo português Nuno Espírito Santo, anunciou hoje que acionou a cláusula de opção de compra do futebolista Raúl Jiménez e vai assinar um contrato de quatro temporadas com o mexicano, que estava emprestado pelo Benfica.

“O avançado, que passou os últimos oito meses no Molineux [estádio do Wolves], por empréstimo, vai assinar um contrato que o vai manter no clube até 2023, a partir de julho de 2019”, lê-se no site oficial do emblema inglês.

Jiménez, de 27 anos, é o melhor marcador do Wolves esta temporada, com 15 golos em todas as competições, e soma também sete assistências.

Os Wolves não revelaram os contornos do negócio, mas, segundo a imprensa desportiva, a cláusula de opção de compra ao Benfica estava fixada em 38 milhões de euros, o que tornará o avançado mexicano no jogador mais caro da história do clube inglês.

O espanhol Adam Traoré detinha esse recorde, quando ingressou nos Wolves proveniente do Middlesbrough, por 21 milhões de euros, em agosto de 2018.

Depois de ter dado nas vistas no América do México, Jiménez passou uma temporada no Atlético Madrid, antes de ingressar no Benfica, tendo permanecido três épocas na Luz.

O avançado já leva 70 jogos pela seleção mexicana, tendo marcado 16 golos.

Nos Wolves, Jiménez vai continuar a ser colega de equipa dos portugueses Rui Patrício, Rúben Vinagre, Rúben Neves, Pedro Gonçalves, João Moutinho, Ivan Cavaleiro, Hélder Costa e Diogo Jota.