Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Messi a ser Messi e o Barcelona com mão e meia no título

Os blaugrana receberam e venceram o Atlético de Madrid por 2-0 com golos de Suárez e do inevitável Messi, perante uma equipa que jogou com dez desde os 28 minutos (por vermelho direto a Diego Costa) e que teve em Oblak um muro quase intrasponível

Tiago Oliveira

Getty

Partilhar

Ele, sempre ele. Messi voltou a faturar e confirmou a vitória do Barcelona frente ao Atlético de Madrid, naquele que foi o jogo grande da jornada em Espanha.

Que teve tudo o que se espera de um confronto entre duas grandes equipas, até na polémica. Com o também inevitável protagonista Diego Costa. As palavras que o avançado dirigiu ao árbitro não podem aqui ser escritas (digamos que não foram simpáticas, pelo menos) e resultaram num vermelho direto que deixou os colchoneros a jogar com menos 1 desde os 28 minutos.

A partir daí deu mais Barcelona, como seria de esperar, só que os blaugrana tiveram que contar com um Oblak em modo praticamente intransponível. O guarda-redes esloveno foi aguentando o nulo de todas as formas e feitios, e deixou a sua equipa sempre viva no jogo.

Só mesmo um momento de inspiração de Suárez é que desbloqueou a contenda aos 85 minutos, com o avançado a encher o pé para um remate de longe que nem Oblak conseguiu parar.

E depois apareceu Messi. 'La Pulga' levou tudo e todos à frente até chegar à grande área para deixar o guardião esloveno pregado ao chão com um tiro muito bem colocado. Vitória importante do Barcelona que permite aos blaugrana alargar a vantagem na frente do campeonato para 11 pontos e afastar ainda mais o Atlético de Madrid.