Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

O grande uruguaio diz adeus: “Foi a minha casa e é sempre difícil despedirmo-nos de casa”

Godín abandona o Atlético de Madrid em lágrimas

Lusa

Soccrates Images

Partilhar

O futebolista internacional uruguaio Diego Godín anunciou hoje que no fim da época 2018/19 vai deixar o Atlético de Madrid, clube que representa há nove temporadas e que definiu como a sua casa.

“Serei mais um adepto, por todo o respeito e carinho que os adeptos me deram todos estes anos. Para mim, o Atlético é muito mais do que um clube, é uma família, uma forma de viver. Foi a minha casa e é sempre difícil despedirmo-nos de casa. Quero agradecer todos os momentos bonitos que vivemos e que vou recordar para sempre”, disse o defesa, em conferência de imprensa.

Ao serviço do Atlético de Madrid, Godín, de 33 anos, conquistou duas edições da Liga Europa, três supertaças europeias, uma liga espanhola, uma Taça do Rei e uma supertaça de Espanha.

Visivelmente emocionado, o defesa internacional uruguaio esteve acompanhado na sala de imprensa por várias figuras do clube madrileno, entre as quais o presidente, Enrique Cerezo, e o treinador da equipa, o argentino Diego Simeone.