Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Bolsonaro diz que Neymar é “inocente” em acusação de violação

“Ela falou numa entrevista que foi para lá para fazer amor com ele”, respondeu o Presidente brasileiro aos jornalistas que cobrem a sua visita de Estado à Argentina

Amilcar Orfali/GETTY

Partilhar

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, defendeu a inocência do jogador de futebol Neymar Jr., do PSG e da seleção brasileira, perante a acusação de abuso sexual por parte da modelo Najila Trindade Mendes de Souza.

"Pelo que vi até agora, ele é inocente", respondeu Bolsonaro aos jornalistas que cobrem a sua visita de Estado à Argentina.

"Se você analisar bem o contexto, o que ela fez atravessando o Atlântico? E ela falou numa entrevista que foi para lá para fazer amor com ele”, argumentou em defesa do jogador.

Perguntado se Neymar não teria sido violento nesse encontro, Bolsonaro respondeu que "não estava no quarto". "Aí não sei, não estava dentro do quarto”, desculpou-se.

Jair Bolsonaro argumentou que, durante a visita ao jogador no Hospital Home em Brasília na madrugada desta quinta-feira, conversou sobre "amenidades" com o jogador.

"Fui bater um papo, dar apoio moral para ele”, minimizou o Presidente, quem lamentou o corte do jogador da lista de escalados para a Copa América, devido a uma contusão.

"Acho que todo mundo quer ver o Neymar jogar. Até o povo argentino”, concluiu Bolsonaro.

Depois de visitar o atacante no hospital, pouco após o atleta lesionar-se na partida em que o Brasil venceu o Catar por 2 a 0, Bolsonaro publicou nas redes sociais uma foto abraçado ao jogador com uma mensagem: "Desejo uma rápida recuperação".

Neymar foi denunciado por violação pela modelo Najila Trindade Mendes de Souza, quem o acusa ainda de ter sido vítima de violência física e verbal durante um encontro em Paris. O ídolo brasileiro publicou um vídeo, com fotos e vídeos íntimos, no qual revelou a conversa privada com a modelo.