Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Em 24 horas, o Liverpool terá um jogo em Inglaterra e outro no Qatar. Solução: fazer duas equipas

Jürgen Klopp dissera que o Liverpool não jogaria a competição interna caso não se arranjasse uma solução para o problema do calendário entre a Taça da Liga inglesa e o Mundial de clubes, agendados para a mesma semana de dezembro. O clube, porém, confirmou que não faltará aos compromissos e que jogará com dois plantéis distintos

Diogo Pombo

Uma equipa, sobretudo, de miúdos: é assim que o Liverpool se poderá apresentar contra o Aston Villa, nos quartos-de-final da Taça da Liga inglesa, porque, no dia seguinte, também tem de jogar no Mundial de clubes, no Qatar.

Robbie Jay Barratt - AMA

Partilhar

Após o jogo com 10 golos contra o Arsenal, decidido nos penáltis que deixaram o Liverpool a sorrir, Jürgen Klopp abordou o calendário à vista e o iminente imbróglio: para 11 e 21 de dezembro, estavam agendados os quartos-de-final da Taça da Liga inglesa e o Mundial de clubes. Impossível é estar em dois sítios ao mesmo tempo e, portanto, o treinador alemão avisou que o clube "não seria vítima deste problema" e que "se não fosse encontrada uma solução, não jogariam".

Esta terça-feira, a Premier League anunciou que o Aston Villa-Liverpool foi agendado para 17 de dezembro, um dia antes de o vencedor da última Liga dos Campeões entrar em competição no Mundial de clubes, no Qatar. Confirmado ficou o problema anunciado por Klopp.

Com campeonato, Mundial de clubes e Taça da Liga, o calendário pode tramar o Liverpool: "Se não arranjarem uma solução, não jogamos"

Após um 5-5 decidido nos penáltis que deu ao Liverpool passagem aos quartos-de-final da Taça da Liga inglesa, contra o Arsenal, o treinador alemão disse ser possível que o clube dê o lugar a outra equipa (até o próprio Arsenal), porque essa fase da competição está agendada para a mesma semana em que terá de jogar o Mundial de clubes, no Qatar

Mas, ao contrário do treinador, o clube encontrou a solução a que não se chegou atrás do calendário - dividir o clube em duas equipas sénior para jogar ambas as partidas. "Vamos utilizar dois plantéis em simultâneo, um participará no Mundial de clubes da FIFA, o outro na Carabao Cup", revelou, em comunicado, no qual acrescentou que "o cenário não é o ideal, mas teve em conta os melhores interesses das competições, dos nossos adversários e do nosso clube".

O Liverpool estará, quase, em dois sítios ao mesmo tempo, jogando duas competições diferentes, em dois continentes distintos, com dois conjuntos de jogadores.

Seria de esperar que os habituais titulares e jogadores da equipa principal fossem todos convocados para o Mundial de clubes, prova que o Liverpool nunca conquistou (nem a Taça Intercontinental, competição predecessora). A decisão será de Jürgen Klopp, que a semana passada parecia ter sentenciado o que acabou por não ser a escolha do Liverpool: "Se a Carabao Cub [Taça da Liga] não arranjar um sítio apropriado para nós, que não seja às 3h do dia de Natal, então não jogaremos".