Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

“Não consigo estar numa sala com tanta gente. Estou farto de chorar”

Sinisa Mihajlovic, a lutar contra a leucemia, dava a sua primeira conferência de imprensa em quatro meses, quando foi surpreendido pela entrada do plantel na sala. Emocionado, o sérvio confessou dor e agradeceu à família e ao Bolonha pelo apoio

Tribuna Expresso

Partilhar

A doença

"Não consigo estar muito tempo numa sala com tanta gente. A última vez que falei foi em junho - quando anunciei a doença - e a partir daí foram quatro meses muito difíceis. Estou farto de chorar. Senti-me protegido, especialmente pelos adeptos do Bolonha, que me trataram como um filho, e a minha mulher também, que esteve comigo todos os dias. Agradeço à minha família. Durante este tempo todo, estive confinado numa sala, isolada, com água filtrada, ar filtrado, e tudo o que eu queria era dar uma golfada de ar fresco. Mas nunca me senti como um herói, sou só um homem, um homem com coragem e que não desiste, mas apenas um homem. E esta doença não se ultrapassa só com coragem. Passar quatro meses numa sala sem poder respirar ar puro não tem sido fácil".

O Bolonha

"Não quero que q doença sirva de desculpa para o Bolonha, porque espero mais deles em campo. Pois que eu lutei todos os dias, fiz coisas que ninguém teria feito, mas, apesar de tudo, estou f**** com os resultados e com a atitude. Houve momentos em que as enfermeiras nem entravam no meu quarto por estar muito nervoso. A partir de agora quero que deem duzentos por cento".