Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Leonardo Jardim voltou ao lugar onde foi feliz para ser infeliz pela segunda vez

Os meios franceses garantem que o português foi despedido pelo Mónaco. Para o seu lugar, deve avançar Marcelino, ex-treinador do Valencia

Tribuna Expresso

LOIC VENANCE

Partilhar

Em janeiro de 2019, Leonardo Jardim voltou ao lugar onde fora feliz até ser despedido, em outubro de 2018. Agora, quase um ano depois do regresso ao Mónaco, dois jornais franceses, o Nice Matin e o reputado L'Équipe, garante que o português foi novamente despachado pelo clube do principado.

De acordo com estas publicações, Jardim [leia o perfil do madeirense AQUI] terá tido uma reunião com os patrões, este sábado, no centro de treinos do AS Mónaco, momento em que as duas partes acertaram a rescisão do contrato. O provável sucessor é o espanhol Marcelino García Toral, que, há meses, viu o seu futuro no Valencia ser-lhe cortado rente.

Derrotas levaram ao despedimento

Há uma realidade que baliza este segundo despedimento de Jardim: o Mónaco não vence há três jogos; recentemente, foi inclusivamente batido pelo Lille, por 5-1.

Na Ligue 1, o Mónaco tem 28 pontos conquistados em 18 jornadas, e está a 10 do Marselha de André Villas-Boas, o segundo classificado do campeonato liderado confortavelmente pelo PSG, com 17p de avanço.