Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Bélgica decide acabar o campeonato como está, Club Brugge é novo campeão e o precedente está aberto

A direção da Pro League belga considera que o campeonato do país tem de terminar agora, como está, devido ao coronavírus. A decisão ainda terá que ser aprovada em assembleia geral. A confirmar-se, a Bélgica é o primeiro país a acabar com a competição no futebol e a declarar um campeão, isto um dia após a UEFA se reunir com todas as associações e indicar que tinham até 3 de agosto para concluir os campeonatos

Diogo Pombo

Photonews

Partilhar

O campeonato belga acabou, a classificação ficará como está, o Club Brugge é o campeão nacional e um grupo de trabalho vai averiguar se há condições para se jogar a final da Taça.

Esta é a recomendação que a direção da Pro League, que rege a liga, aprovou por unanimidade esta quinta-feira. Apesar de ainda faltar a aprovação pela assembleia-geral da entidade, o jornal "HLN" já avançara que tal é "apenas uma formalidade". Nessa reunião estarão presentes os representantes dos 24 clubes profissionais do país - 16 da Jupiler Pro League (primeira divisão) e oito da Proximus League (segunda divisão).

Confirmando-se a decisão, a Bélgica tornar-se-á o primeiro país na Europa a declarar a conclusão das suas ligas de futebol devido à pandemia de Covid-19. A notícia surge um dia após a Federação de Futebol da Bélgica ter sido uma entre as 55 associações a reunirem com a UEFA para discutirem, pela segunda vez num par de semanas, o futuro das competições. Nesse encontro, a entidade que manda no futebol europeu deu indicações para que as provas nacionais sejam concluídas até 3 de agosto.

Em comunicado, a direção da Pro League explicou que foi tida em conta a indicação do governo belga de que "é muito improvável que sejam jogados encontros com público [nos estádios] até 30 de junho", acrescentando que "é bastante imprevisível" quando seria possível que os clubes regressassem aos treinos. "Mesmo se os jogos à porta fechada fossem teoricamente possíveis, a pressão adicional sobre os serviços de saúde devem ser evitados", defende a liga.

O formato diferente na Bélgica

Os moldes da competição no futebol belga, contudo, são distintos aos das principais ligas na Europa.

Neste momento, tinha o Club Brugge na liderança com mais 15 pontos do que o Gent, segundo classificado, à 29.ª jornada. Restava apenas uma para concluir a primeira fase da competição. Depois, os seis primeiros classificados seguiriam para um play-off para determinar o campeão e os clubes que acabaria nos lugares de acesso à Liga dos Campeões e Liga Europa.

Terminando como está, a Jupiler Pro League apurará o Club Brugge e o Gent (por um ponto de vantagem) para a Champions, o Charleroi qualifica-se para a fase de grupos da Liga Europa, o Antuérpia e o Standard de Liège (de Orlando Sá) ficam com o acesso às rondas preliminares da segunda prova da UEFA - e o Anderlecht, pelo segundo ano seguido, fica fora das competições europeias, porque assim terminar no 8.º lugar.

Não se trata de um cancelamento, mas de uma conclusão antecipada, logo, a competição não deverá ser considerada nula aos olhos da UEFA.

Os responsáveis belgas terão decidido formar um grupo de trabalho, contudo, para tratar de outras questões: averiguar se há condições para se realizar a final da Taça da Bélgica (já adiada, em março) e a segunda mão da última eliminatória do play-off de promoção à primeira divisão, além das "implicações financeiras" que tudo isto terá.

A direção da liga belga voltará a reunir a 15 de abril.