Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Covid. Mourinho e uma espécie de pedido de desculpas: "Aceito que as minhas ações não estão em linha com o que pede o governo"

Treinador português está a ser muito criticado por ter dado um treino a futebolistas do Tottenham no norte de Londres, quebrando assim as regras do distanciamento social que vigoram no Reino Unido. De acordo com o "Daily Mirror", os três jogadores visados não estariam num treino conjunto, mas ainda assim a violar as recomendações

Tribuna Expresso

Michael Steele

Partilhar

José Mourinho foi filmado e fotografado a dar um treino a três jogadores do Tottenham num parque no norte de Londres, o que levou a uma enxurrada de críticas, numa altura em que o Reino Unido vive em sobressalto face à escalada de casos da covid-19.

A própria direção do Tottenham não terá ficado nada contente com a atitude de treinador e jogadores e agora, em declarações que estão a ser difundidas pelo "Daily Mirror", José Mourinho apresenta uma espécie de pedido de desculpas.

"Aceito que as minhas ações não estão em linha com o protocolo do governo e que todos nós só devemos ter contacto com membros do nosso núcleo de casa", disse o treinador português.

"É vital que cada um de nós faça a sua parte e siga as indicações governamentais, de forma a apoiar os heróis do nosso serviço nacional de saúde e a salvar vidas", pode ler-se ainda na pequena nota.

De acordo com o "Daily Mirror", José Mourinho ter-se-à oferecido para trabalhar com Taguy Ndombele, francês contratado esta temporada e que está a ter algumas dificuldades de adaptação ao futebol inglês. Ryan Sessegnon e Davinson Sanchez não estariam na mesma sessão de treinos com Ndombele e Mourinho, mas sim a correr nas imediações. Contudo, os quatro estavam a quebrar as regras do distanciamento social.