Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

UEFA avança com €70 milhões para clubes que cederam jogadores às seleções. 676 serão beneficiados

Distribuição da verba só deveria acontecer depois do playoff para o agora adiado Euro 2020, mas a situação de emergência de muitos clubes levou a UEFA a antecipar pagamentos. Mais 650 clubes europeus serão beneficiados

Lídia Paralta Gomes

Jan Kruger

Partilhar

A UEFA decidiu atribuir já 70 milhões de euros aos clubes europeus que cederam jogadores às seleções nacionais para a Liga das Nações e jogos de qualificação para o Euro 2020.

Os pagamentos só deveriam ser feitos após a conclusão do playoff que irá definir as últimas equipas que estarão presentes no próximo Europeu, adiado para 2021 devido ao surto da covid-19, mas a UEFA optou por distribuir desde já a verba devido "aos desafios que os clubes estão enfrentar", sem qualquer entrada de dinheiro nesta situação de emergência sanitária, refere o organismo numa nota publicada no seu site oficial.

Estes 70 milhões de euros serão distribuídos por 676 clubes de 55 federações europeias. Um valor de 130 milhões de euros fica à espera para ser repartido pelos clubes que cedam jogadores para o Euro 2020, daqui a um ano.

"Estes pagamentos vão beneficiar um grande número de clubes pela Europa, dando-lhes um balão de oxigénio nesta altura crítica", refere ainda a UEFA. O valor máximo a ser pago será de 630 mil euros.

Andrea Agnelli, presidente da Juventus e líder da Associação de Clubes Europeus (ECA), congratula-se com a decisão da UEFA. "Representará uma muito necessária injeção de liquidez nas finanças dos clubes e é o resultado do trabalho conjunto da ECA e da UEFA para salvar clubes nestes dias em que muitos estão ameaçados".