Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

UEFA: mérito desportivo e não ranking deve ser o critério para atribuição dos lugares europeus (caso os campeonatos não terminem)

Comité Executivo da UEFA voltou a frisar que o cenário ideal é que todas as ligas se possam completar, mas avançou desde já para critérios para um plano B caso isso não seja possível: lugares na Champions e Liga Europa devem ser atribuídos de acordo com o desempenho da época 2019/20 e não de acordo com o ranking

Lídia Paralta Gomes

Matthias Hangst

Partilhar

Mérito desportivo e não ranking. Será este o critério primordial da UEFA para definir quem irá às competições europeias na próxima época caso não seja possível completar as ligas domésticas suspensas devido ao surto da covid-19. Reunido esta quinta-feira através de vídeoconferência, o Comité Excutivo da UEFA voltou a frisar que o cenário ideal é que todas as ligas se possam completar, mas avançou desde já para critérios para um plano B caso isso não seja possível.

"O cenário ideal, se a pandemia o permitir, será que as competições domésticas agora suspensas possam ser terminadas, permitindo aos clubes a qualificação para as competições da UEFA segundo o mérito desportivo. Se tal não for possível, em particular devido a questões de calendário, será preferível que as competições recomecem com um formato diferente que possa permitir que os clubes se qualifiquem segundo o mérito desportivo", refere a nota publicada no site da UEFA.

O organismo que regula o futebol europeu sublinha ainda que, caso não seja de todo possível terminar os campeonatos, nem no formato regular, nem num formato alternativo que garanta uma classificação, as federações nacionais devem selecionar os clubes que irão participar nas competições europeias sempre "com base nos méritos desportivos nas ligas domésticas de 2019/20", lembrando que o procedimento só terá luz verde caso os critérios sejam "objetivos, transparentes e não-discriminatórios".

Na mesma reunião ficou ainda oficializado que o Euro 2020 não irá mudar de nome. Mesmo sendo disputado em 2021, será oficialmente nomeado Euro 2020.