Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Lucescu: “Não escondo que fiquei furioso com Paulo Fonseca. Um telefonema teria bastado”

O treinador romeno criticou o comportamento do português aquando da entrada deste no Shakthar Donetsk, em 2016

Tribuna Expresso

FRANCISCO LEONG

Partilhar

Mircea Lucescu, velho lobo dos bancos de suplentes, deu uma entrevista ao “Corriere dello Sport” na qual criticou Paulo Fonseca, que o sucedeu no Shakthar Donetsk, da Ucrânia. “Saí do Shakthar com a entrada do Paulo Fonseca e não escondo que fiquei furioso com o seu comportamento. Ele nem me agradeceu pela equipa fantástica que lhe tinha deixado e uma chamada telefónica teria bastado”, disse o veterano treinador Mircea Lucescu, que prosseguiu com os seus argumentos para criticar o português. “O Fonseca começou a trabalhar a equipa em 4x4x2, como fazia no Sporting de Braga, mas houve uma altura em que a direção o convenceu a voltar ao meu 4x2x3x1, porque os brasileiros saíam beneficiados e já estavam habituados à tática, a equipa sabia de cor como jogar”.

Mircea Lucescu, que tem 74 anos e está sem clube, garantiu também que Fonseca foi beneficiado pela estrutura ucraniana. “Todos os anos, vendiam alguns jogadores, um ou dois, pelo menos. Comigo isso aconteceu, com o Fonseca não fizeram isso”. As farpas continuam, ainda que o destinatário desta vez fique omisso. “Um dos meus melhores momentos foi ganhar ao Braga por 4-0”. Aconteceu nos quartos de final da Liga Europa, em 2016, e Lucescu sugere que já tinha então percebido que Fonseca o viria a substituir no Shakhtar Donetsk.

Fonseca ganhou o campeonato da Ucrânia por três vezes, conquistando igualmente três Taças da Ucrânia e a Supertaça ucraniana.