Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

“O cabeleireiro é bom?” O incorrigível Aurier está novamente em apuros

O futebolista internacional costa-marfinense Serge Aurier, do Tottenham, infringiu mais uma vez as regras do isolamento, ao surgir junto ao seu barbeiro, e o clube treinado por José Mourinho abriu um inquérito

Lusa

Este é Serge Aurier, um dos futebolistas que quebraram as regras da quarentena

Clive Brunskill

Partilhar

O futebolista internacional costa-marfinense Serge Aurier, do Tottenham, infringiu mais uma vez as regras do isolamento, ao surgir junto ao seu barbeiro, e o clube treinado por José Mourinho abriu um inquérito.

Na terça-feira, o defesa publicou uma fotografia na rede social Instagram, acompanhado do seu barbeiro Justin Carr, depois de ter cortado o cabelo, e com a frase: “sim senhor. O cabeleireiro é bom?”.

Os futebolistas foram ‘proibidos’ de terem contacto com pessoas exteriores à família, num momento em que a Liga inglesa prepara um protocolo para um possível regresso e quando o campeonato está parado desde março, devido à covid-19.

“Estamos a averiguar as circunstâncias e vamos considerar o incidente da maneira apropriada”, referiu o Tottenham em comunicado.

Esta não é a primeira vez que o defesa de José Mourinho infringe as regras durante a pandemia, depois de o ter feito em abril, ao publicar um vídeo em que surgia a fazer exercícios com Moussa Sissoko, também do Tottenham, sem cumprir as distâncias recomendadas.

Os dois jogadores desculparam-se em comunicado e fizeram um donativo para o sistema de saúde do Reino Unido, e umas semanas antes Aurier também já tinha violado as regras, ao fazer ‘jogging’ com um amigo.

Nos ‘spurs’, também José Mourinho violou o confinamento, ao treinar num parque em abril com jogadores da equipa, que hoje regressou ao centro de treinos do clube e iniciará os trabalhos assim que sejam conhecidos os testes à covid-19.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 323 mil mortos e infetou quase 4,9 milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Mais de 1,8 milhões de doentes foram considerados curados.

Após a declaração de pandemia, em 11 de março, as competições desportivas de quase todas as modalidades foram disputadas sem público, adiadas – Jogos Olímpicos Tóquio2020, Euro2020 e Copa América -, suspensas, nos casos dos campeonatos nacionais e provas internacionais, ou mesmo canceladas.

Os campeonatos de futebol de França, Países Baixos, Bélgica e Escócia foram cancelados, enquanto outros países preparam o regresso à competição, com fortes restrições, como sucede em Inglaterra, Itália, Espanha e Portugal, que tem o reinício da I Liga previsto para 04 de junho, depois de a Liga alemã ter sido retomada no sábado.