Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Jogadores do Bayern renunciam, outra vez, a uma parte dos salários até ao final da época

Os futebolistas do clube alemão que lidera a Bundesliga voltaram a abdicar de uma percentagem dos seus ordenados, revelou, este sábado, o presidente do Bayern de Munique. Em abril, o plantel já tinha renunciado a 20% do ordenado

Lusa

A. Hassenstein/Getty

Partilhar

Os futebolistas do Bayern de Munique renunciaram, novamente, a parte dos seus salários até final da época, para ajudar o clube a fazer face à crise provocada pela pandemia de covid-19, anunciou, este sábado, o presidente da instituição.

“É muito bom constatar que a nossa equipa compreende plenamente a situação e prescinde de parte do salário até final da época”, afirmou Herbert Hainer, em declarações ao jornal "Bild", sem precisar qual o valor de que os jogadores abdicam.

Em abril, o plantel já tinha renunciado a 20% dos salários até final da temporada, devido à crise provocada pela pandemia de covid-19, que obrigou ao adiamento ou suspensão de quase todas as competições desportivas.

A Liga alemã, liderada pelo Bayern de Munique, foi retomada em 16 de março, e está a ser disputada à porta fechada.

  • Que saudades de uma cotovelada em cheio no aborrecimento

    Futebol internacional

    Uma chapelada de Kimmich, tão grandiosa quanto triste por haver ninguém no estádio para a testemunhar, decidiu o primeiro clássico dos grandes jogado no futebol europeu em tempos pandémicos. O Bayern de Munique ganhou (1-0) ao Borussia Dortmund, ficou com sete pontos a mais na frente da Bundesliga e está embalado para um oitavo título seguido