Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Mais um episódio na carreira de Balotelli: foi impedido de entrar no centro de treinos do Brescia

O internacional italiano não terá cumprido o plano de treinos do clube em casa e o Brescia não gostou

lusa

SIMONE VENEZIA

Partilhar

O futebolista internacional italiano Mario Balotelli compareceu esta terça-feira no centro de treinos do Brescia, onde foi impedido de entrar, três dias depois de a comunicação social transalpina noticiar que o avançado terá sido despedido.

"Agora digam que não quero treinar", disse o avançado à imprensa no local, depois de uma conversa ao portão com um dos funcionários do clube, 20.º e último classificado na Série A italiana de futebol.

No fim de semana, a imprensa transalpina adiantou que o jogador teria sido despedido, por falhar os treinos e quando a equipa prepara o regresso da Série A, que retomará em 20 de junho, com jogos em atraso da 25.ª jornada.

À semelhança de outros campeonatos, a liga italiana foi suspensa em março devido à pandemia de covid-19.

No regresso aos treinos, depois de três meses de paragem, Balotelli faltou a várias sessões, justificando que tinha problemas de estômago e chegou a apresentar um atestado médico para o confirmar.

Na segunda-feira à noite, o avançado terá enviado nova informação médica ao Brescia, adiantando que estava recuperado, mas que não teve possibilidade de treinar, pelo facto de a mesma não ter chegado a tempo ao departamento, e não ter a certeza se isso agravaria a situação.

O jogador, de 29 anos, assinou em agosto com o Brescia, clube da cidade em que cresceu, e marcou cinco jogos em 19 jogos na Série A.

Chama-se Robin Koch, é alemão, tem 23 anos e não irá para o Benfica

O clube da Luz desmentiu, em comunicado, a contratação do defesa do Friburgo, que tinha sido noticiada esta terça-feira