Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Há nove portugueses nomeados, mas só pode haver um menino de ouro

O jornal "Tuttosport" revelou a lista dos 100 candidatos ao prémio Golden Boy, que distingue o melhor jogador com menos de 21 anos a atuar na Europa. Há nove futebolistas portugueses entre os nomeados (sete jogam em Portugal) para o prémio que já foi atribuído a Renato Sanches (2016) e a João Félix (2019)

Lusa

Sebastian Frej/MB Media

Partilhar

Nove futebolistas portugueses estão entre os 100 candidatos ao Golden Boy de 2020, troféu entregue pelo jornal italiano "Tuttosport" e que distingue o melhor jogador com menos de 21 anos a atuar na Europa.

Romário Baró, Tiago Lopes e Fábio Silva (FC Porto), Tomás Tavares e Gonçalo Ramos (Benfica), Eduardo Quaresma e Rafael Camacho (Sporting), Tiago Djaló (Lille/Fra) e Pedro Neto (Wolverhampton/Ing) são os portugueses indicados à sucessão de João Félix.

Na lista, constam ainda dois jogadores que atuam em Portugal, na I Liga: o defesa argentino Nehuén Pérez (Famalicão) e o avançado espanhol Abel Ruiz (Sporting de Braga).

Na extensa pré-seleção do Tuttosport destaque ainda para a presença do médio ofensivo Angel Gomes, do Manchester United, internacional jovem por Inglaterra e filho de Gil, campeão mundial de sub-20 por Portugal.

Entre os candidatos estão também jogadores que já se afirmaram nas equipas principais, entre os quais o norueguês Haland, avançado sensação esta época e que trocou no mercado de inverno o Salzburgo pelo Borussia Dortmund, Ansu Fati, o atacante de origem guineense do FC Barcelona, ou o brasileiro Vinicius Jr., do Real Madrid.

Fortes candidatos ao troféu são igualmente os ingleses Jadon Sancho (Borussia Dotmund) ou Hudson-Odoi (Chelsea).

O prémio, criado em 2003, já distinguiu dois jovens jogadores portugueses: Renato Sanches, em 2016, e João Félix, no último ano, em 2019, sendo ambos ‘produtos’ da formação do Benfica e que se transferiram para o Bayern Munique e Atlético Madrid, respetivamente.