Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Aos 29 anos, Schürrle acaba a carreira: "Não preciso de mais aplausos"

O jogador do Borussia de Dortmund, que estava emprestado ao Spartak de Moscovo, decidiu terminar a carreira de forma precoce, admitindo que o futebol lhe provocou "solidão"

tribuna expresso e lusa

Icon Sportswire

Partilhar

O futebolista André Schürrle, que se sagrou campeão mundial pela Alemanha em 2014, no Brasil, anunciou hoje o fim da carreira, aos 29 anos, dois dias após cessar contrato por mútuo acordo com o Borussia Dortmund.

"A decisão amadureceu há já algum tempo”, afirmou o avançado, em declarações ao semanário alemão Der Spiegel, acrescentando que não precisa "mais de aplausos", nem de se sentir "sozinho" nos piores momentos da carreira.

Schürrle, cujo passe para Mario Götze, aos 112 minutos da final contra a Argentina, permitiu o 1-0 que fez da Alemanha campeã mundial no Brasil, em 2014, jogou na última temporada, por empréstimo, nos russos do Spartak Moscovo.

Apesar de ter contrato com o Borussia até junho de 2021, as partes anunciaram esta semana o fim da ligação, por mútuo acordo, que teve início em 2016, com a chegada de Schürrle a Dortmund, proveniente do Wolfsburgo.

"Precisamos de desempenhar um certo papel para sobreviver neste negócio. Caso contrário, perdemos o emprego e não nos oferecem outro”, disse ainda Schürrle, considerando que não há espaço para mostrar sentimentos, como a solidão.

O campeão mundial em 2014, num torneio em que marcou dois dos golos da histórica goleada germânica por 7-1 nas meias-finais, sobre a seleção anfitriã, foi formado no Ludwigshafener e representou, entre outros, Mainz, Bayer Leverkusen e Chelsea, em Inglaterra.