Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Messi destrói o Barcelona, uma equipa “frágil”, “irregular”, sem intensidade e a quem é fácil marcar golos

Logo depois do desaire caseiro com a formação de Pamplona (2-1), que culminou com a conquista do título por parte do Real Madrid, Messi não poupou nas críticas à própria equipa

Lusa

Gareth Cattermole - FIFA

Partilhar

“”

O argentino Léo Messi afirmou esta quinta-feira que a derrota com o Osasuna foi “um reflexo” da temporada do FC Barcelona, considerando que os catalães têm sido “uma equipa muito frágil e irregular” na Liga espanhola de futebol.

Logo depois do desaire caseiro com a formação de Pamplona (2-1), que culminou com a conquista do título por parte do Real Madrid, Messi não poupou nas críticas à própria equipa.

"Não queríamos terminar desta maneira, mas foi o reflexo de toda a temporada. Temos sido uma equipa muito irregular e muito frágil, e os adversários ganham-nos na base da intensidade, da agressividade e acreditam que nos podem marcar golos com facilidade. Perdemos muitos pontos onde não deveríamos ter perdido”, apontou Messi, após o jogo da 37.ª e penúltima jornada da Liga espanhola.

Embora tenha atribuído “muito mérito” à conquista do Real Madrid, salientando que a formação madridista “fez a sua parte desde que o campeonato foi retomado”, o internacional argentino confessou culpa própria: “Nós contribuímos, e muito, para que eles tenham vencido este campeonato.”

Messi pediu que seja feita “uma autocrítica, a começar pelos jogadores”, vincando que o FC Barcelona terá de “mudar muito” se quiser conquistar a Liga dos Campeões.

"Fica a sensação de que a equipa tenta e não pode, e deixa muito a desejar em muitos jogos. Já tinha dito há algum tempo que, se continuarmos desta forma, vai ser muito difícil ganhar a Champions. Se quisermos lutar pela Champions, vamos ter de mudar muito, caso contrário, vamos perder o jogo com o Nápoles [da segunda mão dos oitavos de final]”, observou.

O FC Barcelona perdeu hoje por 2-1 com o Osasuna e ficou a sete pontos do líder Real Madrid, que, por seu lado, venceu por 2-1 na receção ao Villarreal e conquistou o 34.º título de campeão espanhol do seu historial, a uma jornada do final da competição.