Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Quantos meses leva Bruno Fernandes jogados na Premier League? Três e meio. Em quantos foi eleito o jogador do mês? Três

O impacto do português no Manchester United já foi apontado, destacado e repetido e terá que o ser mais uma vez, porque, desde que chegou a Inglaterra, só em março Bruno Fernandes jogou na Premier League e não foi considerado como o melhor futebolista do campeonato pela Professional Footballers' Association - mês em que a Premier League não atribuiu o prémio, por a competição ter sido interrompida pela pandemia

Diogo Pombo

Ashley Donelon/Getty

Partilhar

Já foi dito, redito e sublinhado o impacto que Bruno Fernandes teve no Manchester United, mal pisou as chuteiras em relvados ingleses. Viu-se o homem, a cada jogo passado, a ter mais influência nos passes que recebia e onde lhe chegava; nas bolas paradas que era para o português bater; nos gestos que lhe são tão próprios, a corrigir isto e a ordenar aquilo nos outros; nas assistência e nos golos que foi acumulando (oito e 10) com a tomada de risco que é tão característica na sua forma de jogar.

O impacto de Bruno Fernandes no United e no aumento de produção atacante do futebol da equipa fê-lo entrar de rompante em Inglaterra, onde muito lhe têm gabado a maneira como já se nota a sua pegada entre os jogadores que apenas conhece desde janeiro, quando foi contratado ao Sporting. Fazem-no pelos números que lhe medem a influência, mas também pelo que não é mensurável e se vê olhando para o jogo, o que também terá contribuído para nova repetição de um galardão.

A Professional Footballer's Association (PFA) anunciou, esta segunda-feira, que o português é o melhor jogador do mês de junho e julho, pois decidiu juntar os dois meses na mesma distinção - e confirmou-lhe a necessidade de arranjar espaço no móvel ou na prateleira do seu pouso em Manchester, para arranjar espaço a mais uma cópia desse troféu.

Porque, desde que chegou à Premier League, a 30 de janeiro, quando o Manchester United oficializou que já saíra do supermercado com o português no carrinho de compras, não houve mês em que Bruno Fernandes tenha somado minutos no campo e vencido a distinção: estreou-se em fevereiro e marcou logo um golo e deu um par de assistências; em junho, fez três golos; e em julho acabou com outros três golos feitos e cinco passes para outrem os fazer.

São, ao todo, 10 golos e oito assistências em 20 jogos pelo Manchester United, havendo pelo meio as duas partidas realizados em março - mês em que a pandemia suspendeu a Premier League até junho e a prova decidiu não atribuir o prémio de jogador do mês -, três encontros para a Taça de Inglaterra e outro para a Liga Europa, em que o clube venceu o LASK Linz por 5-0, na primeira mão dos oitavos-de-final. Na quarta-feira, o United receberá os austríacos na retoma da competição da UEFA.

* artigo corrigido às 16h18, porque Bruno Fernandes recebeu o prémio da PFA e não da Premier League, como inicialmente foi escrito.