Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Real Madrid diz adeus a Casillas, homem de “reflexos sobrenaturais”, “voos lendários” e “defesas impossíveis”

Iker Casillas confirmou esta terça-feira que ia pendurar as luvas e o clube merengue agraciou-o com um título oficioso: “o melhor guarda-redes da história do clube

Lusa

Iker Casillas reconhece ter tido sorte naquele dia 1 de maio de 2019

VI-Images

Partilhar

O Real Madrid transmitiu esta terça-feira a sua "apreciação, admiração e carinho" por Iker Casillas, que esteve mais de duas décadas no clube, e classificou o futebolista espanhol como o melhor guarda-redes da história dos 'merengues' e de Espanha.

"O Real Madrid quer mostrar o seu apreço, admiração e carinho por uma das maiores lendas do nosso clube e do futebol mundial. O melhor guarda-redes da história do Real Madrid e do futebol espanhol. Chegou a nossa casa aos 9 anos. Esteve aqui 25 anos e foi um dos nossos mais emblemáticos capitães", lê-se num comunicado do emblema da capital espanhola.

Casillas confirmou hoje o fim da sua carreira no futebol profissional, deixando vários agradecimentos, entre os quais ao FC Porto, no qual esteve cinco temporadas.

Ao longo da carreira no Real Madrid, Casillas conquistou, entre outros troféus, cinco ligas espanholas, três Ligas dos Campeões, duas Supertaças europeias e um Mundial de clubes, e, pela seleção espanhola, foi duas vezes campeão da Europa e venceu o Mundial de 2010. No FC Porto, foi uma vez campeão português e venceu a Supertaça Cândido Oliveira.

A Liga espanhola também prestou homenagem ao guarda-redes, apontando Casillas como um dos melhores da história do futebol, destacando as suas "defesas impossíveis", os seus "reflexos sobrenaturais" e os seus "voos lendários".

Na rede sociais, o organismo publicou ainda um vídeo com os melhores lances e as melhores defesas de Casillas.

Instagram

Por seu lado, também nas redes sociais, através da página oficial da seleção 'roja' no Twitter, a Federação Espanhola de Futebol (RFEF) enviou um agradecimento Casillas, "o homem que levou o país ao céu de Joanesburgo".

"O homem que elevou nossa estrela ao céu de Joanesburgo já é uma lenda. Duplo campeão da Europa e campeão do mundo. Mais de 100 partidas como capitão da Espanha. Obrigado por tornar realidade os sonhos de um país inteiro", lê-se na mensagem.