Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

De Rosario para Barcelona: pai de Messi a caminho da Catalunha para resolver saída

Jorge Messi, pai e agente de Lionel Messi, está a caminho de Barcelona para tentar resolver a situação do filho

tribuna expresso e lusa

MANU FERNANDEZ/Getty

Partilhar

O pai e agente do futebolista internacional argentino Lionel Messi, Jorge Messi, viajou hoje de Rosario para Barcelona para se reunir com o presidente do clube catalão, com vista a ‘desbloquear' a saída do avançado.

Segundo a informação avançada pela imprensa argentina, que publicou várias fotografias de Jorge Messi a embarcar, o objetivo agora passa por várias "reuniões chave" com a direção ‘blaugrana'.

Como o ‘astro' da Argentina quer "saber onde jogará na próxima época esta semana", a reunião entre as duas partes é essencial para resolver o imbróglio criado entre clube e jogador.

O jogador de 33 anos, que marcou 634 golos e ganhou 34 títulos pelos ‘culés', falhou o regresso aos treinos e também a bateria de testes à covid-19.

O impasse entre o vencedor de seis Bolas de Ouro e o FC Barcelona continua, numa batalha legal que diz respeito a uma cláusula no contrato do avançado que o permitiria sair sem acionar o valor de rescisão de 700 milhões de euros, algo que é disputado por clube e pela Liga espanhola.

O Super-Homem quer mudar de fato

"Um Benfica-Cucujães mexe mais comigo que um Barça-Madrid, mas se houve jogador que me fez feliz a ver futebol com prazer foi Messi", escreve Manuel Neves. "A certa altura, acreditei que isto ia ser para sempre. Que sempre que estivesse chateado com uma receção do Seferovic, ia poder mudar de canal e ver um daqueles passes à baliza dele, ao mesmo tempo simples e impossível"
  • A não comparência anunciada de Messi

    Futebol internacional

    Como se esperava, o argentino não se apresentou no regresso ao trabalho do clube, apesar de, diz a imprensa espanhola, querer resolver a sua saída a bem, sem conflitos. Mas, este domingo, a liga espanhola emitiu um comunicado para, na prática, se colocar do lado do Barcelona, dizendo que o contrato entre o jogador e o clube ainda está em vigor e a cláusula de rescisão de 700 milhões terá de ser paga para Lionel Messi sair do clube

  • O Super-Homem quer mudar de fato

    Opinião

    "Um Benfica-Cucujães mexe mais comigo que um Barça-Madrid, mas se houve jogador que me fez feliz a ver futebol com prazer foi Messi", escreve Manuel Neves. "A certa altura, acreditei que isto ia ser para sempre. Que sempre que estivesse chateado com uma receção do Seferovic, ia poder mudar de canal e ver um daqueles passes à baliza dele, ao mesmo tempo simples e impossível"