Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Polícia faz buscas na federação alemã de futebol por suspeita de fraude e evasão fiscal

As investigações envolvem seis atuais e antigos funcionários da Federação Alemã de Futebol

Partilhar

As instalações da Federação Alemã de Futebol (DFB) e as residências de seis atuais e antigos funcionários foram hoje alvo de buscas, no âmbito de uma investigação por suspeitas de fraude e evasão fiscal, informou o ministério público.

"As investigações sobre suspeitas de fraude e evasão fiscal envolvem seis atuais e antigos funcionários da DFB, suspeitos de terem ocultado ao fisco receitas publicitárias, em 2014 e 2105, referentes a jogos da seleção, para evitar o pagamento de impostos no valor de 4,7 milhões de euros", explicou o ministério público de Frankfurt, em comunicado.

À data dos factos, a DFB era presidida por Wolfgang Niersbach, que renunciou ao cargo em 2015, devido a um processo judicial na Suíça, por fraude fiscal, gestão danosa e apropriação indevida de fundos, no âmbito da atribuição do Campeonato do Mundo de 2006 à Alemanha.

A procuradora do ministério público Nadja Niesen não revelou os nomes dos funcionários e ex-funcionários envolvidos nas investigações, mas admitiu que o antigo presidente Wolfgang Nierbach tinha conhecimento das irregularidades.

"Pelas investigações anteriores, parece que sabia das irregularidades fiscais e que, conscientemente, pretendeu dar uma vantagem fiscal à DFB", disse.