Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Neymar deve €10,2 milhões ao Barcelona, mas a culpa não é dele - é do Barcelona

O clube catalão pagou em excesso ao brasileiro no exercício de 2015 e o Fisco deu razão aos blaugrana numa revisão posterior. O Barça exige agora o valor a Neymar que já é o contribuinte individual que mais deve ao Fisco espanhol: 34,6 milhões de euros

Tribuna Expresso

Messi, Suárez e Neymar, um dos melhores trios atacantes de sempre

David Ramos/GETTY

Partilhar

Neymar Jr. trocou o Barcelona pelo Paris Saint-Germain em 2017 numa transferência que envolveu valores impensáveis (220 milhões de euros), acertada após ultrapassadas algumas questões políticas e fiscais entre clubes, jogador e o pai do jogador.

Mas a ligação afetiva de Neymar a Barcelona foi-se mantendo e foram várias as vezes em que o brasileiro flirtou com o emblema catalão e um possível regresso chegou a ser avançado - até que saíram notícias do Fisco que fazem de Neymar o contribuinte individual com a maior dívida a Espanha: 34,6 milhões de euros.

Portanto, Neymar já mandou dizer que não regressa a Espanha e uma renovação de contrato com o PSG pode estar em cima da mesa. Acresce outro factor para o fim do idílio: segundo o "El Mundo", o Barcelona reclama 10 milhões de euros ao avançado, "sustentando que o clube calculou mal os impostos e retribuiu [esse valor] em excesso no exercício de 2015".

O jornal espanhol garante que a Hacienda deu razão ao Barcelona que reteve "menos impostos do que os que lhe correspondiam" e que por isso irá avançar com uma ação judicial.