Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Cristiano Ronaldo na equipa do ano da IFFHS

Capitão da Seleção Nacional é o único português na lista dos melhores da Federação Internacional de História e Estatísticas do Futebol, que considerou ainda Hansi Flick (Bayern Munique) o melhor treinador de clubes do ano

Tribuna Expresso

Daniele Badolato - Juventus FC

Partilhar

Cristiano Ronaldo é o único português no onze do ano da Federação Internacional de História e Estatísticas do Futebol (IFFHS). O organismo nomeou ainda Manuel Neuer (Bayern Munique) como guarda-redes do ano e Kevin de Bruyne (Man. City) como playmaker do ano.

Nos treinadores, Hansi Flick, campeão alemão e da Europa com o Bayern Munique, é sem surpresa o treinador de clubes do ano. Didier Dechamps vence na categoria de treinador de seleções.

Ronaldo surge no onze do ano que é constituido por: Manuel Neuer (B. Munique), Trent Alexander-Arnold (Liverpool), Sergio Ramos (Real Madrid), Virgil van Dijk (Liverpool), Alphonso Davies (B. Munique); Joshua Kimmich (B. Munique), Thiago Alcantara (B. Munique/Liverpool), Kevin de Bruyne (Man. City); Lionel Messi (Barcelona), Cristiano Ronaldo (Juventus) e Robert Lewandowski (B. Munique).

Do lado feminino, o Lyon foi considerada a equipa do ano e dominou nos prémios individuais, com Dzsenifer Marozsan considerada a playmaker do ano e Sarah Bouhaddi a guarda-redes do ano.

Jean-Luc Vasseur, treinador das francesas, é o treinador de clubes do ano para a IFFHS, enquanto Sarina Wiegman, selecionadora da Holanda, foi distinguida como melhor treinadora de seleções de 2020.

O Lyon, campeão da Europa, é também a equipa mais representada no onze do ano: Sarah Bouhaddi (Lyon); Lucy Bronze (Lyon), Wendie Renard (Lyon), Lena Goessling (Wolfsburgo), Sakina Karchaoui (Montpellier/Lyon); Saki Kumagai (Lyon), Alexandra Popp (Wolfsburgo), Dzsenifer Marozsan (Lyon); Delphine Cascarino (Lyon), Vivianne Miedema (Arsenal) e Pernille Harder (Wolfsburgo/Chelsea).