Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Futebol internacional

"Gracias negrito". Esta é a expressão que valeu a Cavani uma acusação de "conduta imprópria" por parte da federação inglesa

Avançado uruguaio utilizou a expressão para responder a um seguidor na rede social Instagram. Manchester United defende que se tratava de um cumprimento afetuoso e sem "qualquer intenção maldosa"

Lusa

Matthew Peters

Partilhar

O avançado internacional uruguaio Edinson Cavani foi acusado de “conduta imprópria” pela Federação Inglesa de Futebol (FA), depois de ter usado a expressão “gracias negrito” na rede social Instagram.

A mensagem foi publicada pelo avançado após a vitória, no final de novembro, do Manchester United sobre o Southampton, por 3-2, mas o jogador, que apagou a publicação, defendeu que a mesma era apenas um cumprimento afetuoso.

“O Cavani e o clube têm a certeza de que a mensagem não tinha qualquer intenção maldosa, ele apagou-a e pediu desculpa, a partir do momento em que foi informado que poderia ser mal-interpretado”, indicou o clube, que irá contestar a acusação da FA.

Na publicação, o avançado respondia a um utilizador, depois de Cavani ter marcado no jogo com o Southampton, no qual o United esteve a perder por 2-0 e venceu com dois golos do uruguaio e um do médio português Bruno Fernandes.

O internacional português Bernardo Silva já foi punido com um jogo de suspensão e quase 60.000 euros de multa, depois de ter publicado na Internet uma imagem dos chocolates Conguito, ao lado de uma fotografia em criança de Mendy, amigo e companheiro de equipa no Manchester City.