Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Mais casos de covid-19 no Manchester City obrigam ao adiamento do jogo com o Everton

Jogo deveria disputar-se esta segunda-feira, mas foi adiado depois do City reportar novos casos de covid-19 no plantel, a juntarem-se aos de Kyle Walker e Gabriel Jesus, detetados no dia de Natal

Tribuna Expresso

Victoria Haydn/Getty

Partilhar

Era o jogo de maior cartel nesta segunda-feira de Premier League mas o Everton - Manchester City, marcado para as 20h, não se vai realizar depois do clube dos portugueses Rúben Dias, João Cancelo e Bernardo Silva reportar novos casos de covid-19 no plantel e staff, que se juntam aos de Kyle Walker e Gabriel Jesus, conhecidos no dia de Natal.

O Manchester City não revela quais os jogadores infetados ou sequer quantos casos foram detetados nos mais recentes testes, falando apenas de "um número de positivos" no comunicado em que reconhece que "a segurança da bolha foi comprometida" e que por isso o risco do vírus se propagar ainda mais pela equipa era real.

O adiamento do jogo foi feito com a concordância das duas equipas. De acordo com o "Daily Mail", estão em causa cinco novos casos de covid-19.

"Todos os casos positivos entre jogadores e staff vão iniciar um período de isolamento de acordo com o protocolo da Premier League e do governo britânico", pode ler-se no comunicado do City, que irá também encerrar o seu centro de treinos "por tempo indeterminado".