Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Há um surto de covid-19 no Man. City e Mendy fez um jantar de fim de ano. Clube está “desiludido”

Lateral francês juntou três pessoas fora do seu agregado familiar numa celebração de fim de ano, quebrando os protocolos. A notícia surge um dia depois do Tottenham também tomar conhecimento que Reguilón, Lo Celso e Lamela estiveram juntos numa festa de Natal com as famílias

Tribuna Expresso

Tom Flathers/Getty

Partilhar

Benjamin Mendy está sob alçada disciplinar do Manchester City depois de quebrar as regras de isolamento da covid-19, ao convidar pessoas fora do seu agregado para uma festa de fim de ano em sua casa.

A festa esteve longe de ser multitudinária. De acordo com o representante do jogador, em declarações ao jornal “The Sun”, Mendy e a companheira convidaram dois amigos e contrataram ainda um chef de cozinha para a celebração, o que ainda assim vai contra o protocolo, ainda mais numa altura em que o City tem de lidar com um surto de covid-19 no plantel.

No dia de Natal, Gabriel Jesus e Kyle Walker testaram positivo e dias depois mais três jogadores, cuja identidade não foi revelada, juntaram-se aos indisponíveis, por estarem também infetados. Facto que levou ao adiamento do jogo com o Everton, no passado dia 28 de dezembro, e ao encerramento do centro de treino do clube.

De acordo com o seu representante, o internacional francês “reconheceu que incorreu numa quebra do protocolo” e “pede desculpa pelas suas ações”.

Já o clube diz em comunicado que está “desiludido” com o comportamento de Mendy e que está em curso uma “investigação interna”.

Tottenham também com problemas

José Mourinho também já prometeu medidas depois de três jogadores do Tottenham terem sido apanhados juntos em fotos numa festa de Natal. Os jogadores envolvidos são Sergio Reguilón, Erik Lamela e Giovanni Lo Celso.

Em comunicado, o clube londrino criticou os jogadores, que quebraram as regras de isolamentos numa altura em que as famílias britânicas fizeram “sacrifícios” para se manterem “seguras no período festivo”.

“As regras são claras e não existem exceções”, reforça o comunicado do Tottenham que sublinha ainda a responsabilidade dos jogadores e staff de “seguirem os protocolos e darem o exemplo”.

Para Mourinho, a desilusão foi grande, principalmente com Reguilón, o lateral espanhol que numa entrevista ao diário “As” revelou que José Mourinho lhe havia oferecido um presente especial por saber que iria passar o Natal sozinho.

“Não estamos satisfeitos, foi uma surpresa negativa para nós”, frisou o técnico português aos jornalistas após a vitória de sábado por 3-0 frente ao Leeds. “Dei um presente fantástico ao Reguilón, um leitão português. Foi-me dito que ele ia passar o Natal sozinho e como viram não foi bem assim”.

O treinador português disse ainda que o clube “já sabe o que vai fazer” com os jogadores, mas que o assunto está a ser tratado internamente.