Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Tuchel confirmado no Chelsea

Treinador alemão, ex-PSG, assina para o próximos 18 meses, com opção de prolongar o vínculo, anunciou o clube londrino, que na segunda-feira despediu Frank Lampard

Lusa

JULIEN DE ROSA/EPA

Partilhar

O alemão Thomas Tuchel vai assumir o comando técnico do Chelsea por 18 meses, com a opção de prolongar, sucedendo ao inglês Frank Lampard, informou esta terça-feira o atual nono classificado da primeira liga inglesa de futebol.

“Thomas Tuchel foi nomeado o novo treinador principal do Chelsea. Ele muda-se para Stamford Bridge, após uma passagem de dois anos e meio no campeão francês Paris Saint-Germain, que terminou no mês passado”, pode ler-se na página oficial dos londrinos na Internet.

O Chelsea dá conta de que Tuchel, de 47 anos, torna-se no primeiro treinador germânico a assumir o cargo, após ter despedido Lampard na segunda-feira, que mereceu “o maior respeito” por parte do seu sucessor.

“Gostaria de agradecer ao Chelsea FC pela confiança que depositou em mim e na minha equipa técnica. Todos nós temos o maior respeito pelo trabalho de Frank Lampard e pelo legado que ele criou no Chelsea. Ao mesmo tempo, mal posso esperar para conhecer a minha nova equipa e competir na liga mais emocionante do futebol. Estou grato por agora fazer parte da família Chelsea, é incrível”, disse o antigo técnico do PSG.

Tuchel iniciou carreira no Mainz, em 2009/10, tendo permanecido cinco anos, antes de ingressar no Borussia Dortmund por duas épocas, seguindo-se o PSG, pelo qual venceu dois campeonatos, uma Taça da Liga, duas Supertaças e uma Taça de França. Em 2019/20, levou o clube parisiense à final da Liga dos Campeões, perdida para o Bayern Munique, em Lisboa.

No Chelsea vai reencontrar o brasileiro Thiago Silva e o norte-americano Christian Pulisic, com quem trabalhou no PSG e Dortmund, respetivamente.

Ainda hoje, o treinador alemão vai orientar o primeiro treino nos ‘blues’ e estará no banco de suplentes, no encontro de quarta-feira, da 20.ª jornada da Premier League, frente ao Wolverhampton, treinado pelo português Nuno Espírito Santo.