Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Chelsea vence dérbi com Tottenham (a terceira derrota seguida de Mourinho)

A má fase do Tottenham de José Mourinho foi confirmada pelo Chelsea, que venceu o adversário por 1-0

lusa

Alex Pantling / POOL

Partilhar

O Chelsea venceu hoje o Tottenham por 1-0 e impôs à equipa treinada pelo português José Mourinho o terceiro desaire seguido na Liga inglesa de futebol, no dérbi londrino que encerrou a 22.ª jornada.

No terceiro jogo à frente dos ‘blues’, o alemão Thomas Tuchel somou o segundo triunfo seguido na prova, graças a uma grande penalidade convertida pelo médio italo-brasileiro Jorginho, aos 24 minutos, a castigar uma falta de Eric Dier sobre Timo Werner.

O Tottenham, ainda privado do avançado Harry Kane, lesionado, voltou a denotar enormes insuficiências no ataque, de tal forma que teve de ser um defesa, Serge Aurier, a criar a melhor situação dos ‘spurs’ em todo o jogo.

Após as derrotas com Liverpool (3-1) e Brighton (1-0), a equipa comandada por José Mourinho, que tem um jogo em atraso, somou o terceiro desaire seguido na ‘Premier League’ e continua a perder ‘terreno’ para as equipas do ‘top-4’, que terão acesso direto à fase de grupos da Liga dos Campeões da próxima temporada.

Mau período do Tottenham de Mourinho

Os ‘spurs’, que contam apenas duas vitórias nos últimos 10 encontros do campeonato, caíram para o oitavo lugar, com 33 pontos, menos três do que Chelsea (36), que subiu à sexta posição, e Everton (36), sétimo colocado e que tem duas partidas em atraso.

De resto, esta é apenas a segunda vez que José Mourinho acumula três derrotas consecutivas num dos quatro campeonatos em que trabalhou.

Em 20 anos de carreira, durante os quais orientou Benfica, União Leiria, FC Porto, Chelsea, Inter de Milão, Real Madrid, Manchester United e Tottenham, o técnico luso só tinha passado por situação igual entre outubro e novembro de 2015, aquando da segunda passagem pelos ‘blues’.

Depois de perder com West Ham, Liverpool e Stoke, Mourinho resistiu mais um mês no clube londrino, acabando por ser demitido em dezembro desse ano.