Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Mourinho nunca teve tão poucos pontos ao fim de 50 jogos na liga: "Os meus métodos não ficam atrás dos de ninguém"

O Tottenham perdeu, este domingo, com o West Ham (2-1) e a derrota significa que o clube amealhou 81 pontos nos primeiros 50 jogos na Premier League com José Mourinho. É o pior registo da carreira do português em qualquer clube

Diogo Pombo

Ian Walton - PA Images

Partilhar

O dado é o que é - uma constatação factual, um exercício de encostar uns números a outros e compará-los com outros do passado da carreira de um treinador, no caso José Mourinho.

Ele e o Tottenham, a sua equipa, tinham acabado de perder durante a tarde deste domingo, em casa do vizinho londrino do West Ham, por 2-1, quando uma das contas da Opta, empresa que recolhe e trata de estatísticas na Premier League, publicou esse tal exercício numérico.

Repartidos entre a época passada e a atual, os primeiros 50 jogos realizados por Mourinho com o Tottenham resultaram em 81 pontos conquistados.

Nunca a recompensa pontual foi tão reduzida na primeira meia centena de partidas que o treinador realizou no FC Porto (124 pontos), no Chelsea (126 e 114), no Inter de Milão (113) ou no Real Madrid (123), clubes nos quais trabalhou antes como treinador principal - no Benfica e União de Leiria não chegou a esse número de jogos feitos no campeonato.

Questionado no final do jogo, durante a flash interview da "Sky Sports", se a recente série de resultados - seis derrotas nos últimos oito encontros - o levou a repensar a sua filosofia de jogo, José Mourinho respondeu: "De maneira nenhuma. Às vezes, os resultados são consequência de múltiplas situações. Os meus métodos de trabalho, e da minha equipa técnica, não ficam atrás dos de ninguém".

O treinador português não definiu o período atual do Tottenham como uma crise, antes a classificou de "uma sequência muito má de resultados", porque "quando uma equipa luta até ao fim da forma como o fez, nunca é um grupo em crise". Mourinho explicou que "isso só acontece quando o grupo não está unido em busca de melhores resultados".

O Tottenham ocupa o 9.º lugar da Premier League, está nos 1/16 avos de final da Liga Europa e, em abril, vai discutir a final da Taça da Liga inglesa com o Manchester City de Pep Guardiola.